2007-10-24

Recebi esta por mail e não resisti:



Marido e mulher dividiam uma garrafa de um bom vinho quando ele diz:
Aposto em como não és capaz de dizer algo que me deixe alegre e
triste ao mesmo tempo.
A mulher pensou 2 segundos e "disparou".....
- A tua pila é maior que a do António !!!

2007-10-22

Táxi


Porque é que quase todos os táxis são Mercedes? Ok, há alguns Peugeot's, um ou outro Citroën, mas não há outros carros do género da Mercedes. Já alguém viu um táxi BMW ou Audi em Portugal?

Acho que é um fetiche qualquer, ou um reflexo condicionado. Um gajo quando decide "vou ser taxista", imagina-se imediatamente a conduzir um Mercedes beje a 120 km/h na Av. da Liberdade. E não adianta tentarem convencê-lo do contrário: um taxista que não anda com um Mercedes deve ser gozado pelos outros na praça de táxis. Assim que ele se aproxima, devem começar logo a segredar e a fazer piadinhas do género "não batas no meu Mercedes, que desmanchas o teu carro, páááááá...!" ou "olha, lá vem o maricas do Fernandes no seu Citroën..." ou ainda "Ó Fernandes, mete aqui o carro à frente do meu, que eu espeto-me na tua traseira.. ehehea...! ronc ronc... este gajo, pá... é um paneleiro, pá..."

Taxista macho que é macho, sonha é ter um destes:

2007-10-19

Nomes Brasileiros vá lá... Estúpidos.





Como sabem, no Brasil não existe qualquer interdição à invenção de nomes, o que dá origem a uma quantidade épica de alarvidades. Já há muito tempo que queria ter feito isto, mas só ontem me lembrei de fazer uma pesquisa séria sobre o assunto. Aqui ficam os melhores:

A
Abecê Nogueira
Adolpho Hitler de Oliveira
Alce Barbuda
Amazonas Rio do Brasil Pimpão
Analgesina Costa Pinto (e é para não ser Aspegic...)
Antônio Manso Pacífico de Oliveira Sossegado
Antônio Morrendo das Dores
Antônio Querido Fracasso (coitado...condenado à nascença...)
Antônio Treze de Junho de Mil Novecentos e Dezessete
Antônio Veado Prematuro (insultos gratuitos logo no B.I.)
Argonauta Sucupira

B
Bispo de Paris
Boaventura Torrada

C
Carabino Tiro Certo
Chevrolet da Silva Ford
Colapso Cardíaco da Silva (adoro este. vou por ao meu filho)
Cólica de Jesus (e este, à minha filha)

D
Deus é Infinitamente Misericordioso
Deus Quer Magalhães Mota
Deusarina Venus de Milo
Dezêncio Feverêncio de Oitenta e Cinco
Dignatário da Ordem Imperial do Cruzeiro
Dinossauro Carlos da Silva
Diva Gina Santos (notem o trocadilho...)

E
Espere em Deus Mateus
Éter Sulfúrico Amazonino Rios

F
Faraó do Egito de Souza
Felicidade do Lar Brasileiro

G
Gengis Khan Camargo
Graciosa Rodela d'Alho

H
Harry Porter (estes pais além de estúpidos eram burros...)
Hidráulico Oliveira
Himineu Casamentício das Dores Conjugais
Homem Bom da Cunha Souto Maior (bom da cunha, souto maior...)
Hypotenusa Pereira

I
Ilegível Inilegível
Inocêncio Coitadinho Sossegado
Isabel Rainha da Hungria Portugal Silva

J
Jacinto Leite Aquino Rego
Jacinto Leite Capelo Rego
Janeiro Fevereiro de Março Abril
João Bebe Água
João Bispo de Roma
João Cara de José (um desacordo entre o pai e a mãe)
João Cólica
João da Mesma Data (deve ter um irmão que nasceu no mesmo dia...)
João sem Sobrenome
Joaquim Pinto Molhadinho
José Amâncio e Seus Trinta e Nove (este é épico...!)
José Casou de Calças Curtas (momento imortalizado)
José Marciano Verdinho das Antenas Longas

L
Lança Perfume Rodometálico de Andrade (Homenagem a Rita Lee?)
Letsgo
Liberdade Igualdade Fraternidade Nova York Rocha

M
Manoel de Hora Pontual
Manuel Sola de Sá Pato
Maria Constança Dores Pança
Maria Passa Cantando
Maria Tributina Prostituta Cataerva (um tributo a uma prostituta chamada Cata-erva?)
Maria-você-me-mata

N
Naida Navinda Navolta Pereira
Napoleão Bonaparte Sem Medo e Sem Mácula
Natal Carnaval

O
Oceano Atlântico Linhares
Oceano Pacífico
Olinda Barba de Jesus
Otávio Bundasseca

P
Padre Filho do Espírito Santo Amém
Passos Dias Aguiar Mota
Pedrinha Bonitinha da Silva
Placenta Maricórnia da Letra Pi
Plácido e Seus Companheiros
Primavera Verão Outono Inverno
Produto do Amor Conjugal de Marichá e Maribel

R
Remédio Amargo
Restos Mortais de Catarina (da-se...)
Rolando Caio da Rocha
Rolando Escada Abaixo

S
Sansão Vagina
Sebastião Salgado Doce (homenagem ao fotógrafo, mas mais docinho)
Sete Chagas de Jesus e Salve Pátria
Sete Rolos de Arame Farpado
Sherlock Holmes da Silva
Simplício Simplório da Simplicidade Simples
Soraiadite das Duas a Primeira (indecisão entre Soraia e Edite...)

T
Tom Mix Bala

U
Última Delícia do Casal Carvalho
Um Dois Três de Oliveira Quatro

V
Veneza Americana do Recife
Vicente Mais ou Menos de Souza (algo me diz que o sr. Souza não tem a certeza...)
Vitor Hugo Tocagaita
Voltaire Rebelado de França

Z
Zélia Tocafundo Pinto

2007-10-18

Sou um "Quase-Atropelador de Famosos" nato


É já bem conhecida a minha propensão natural para abalroar personalidades conhecidas da nossa sociedade. Há uns tempos ia traçando a deputada Ana Drago no Príncipe Real - e ainda por cima na passadeira...


...Hoje foi o musicólogo Vieira Nery que por pouco não experimentou recostar-se no capot do meu carro. Não que eu seja um condutor perigoso ou desatento... (ok, não vi a Ana Drago, e ela estava na passadeira, mas ela também é pequenina e havia um carro mal estacionado que me impediu de a ver)

À excepção de um velhote que se atirou literalmente do passeio para a frente do meu carro - embate que consegui evitar por milagre - todos os outros "quase-atropelamentos" foram a pessoas famosas. E todas estavam no sítio errado, excepção feita à Ana Drago. E até não foram muitos mais... digamos apenas que os gatos da poetisa Adília Lopes ainda estão bem tratadinhos porque os travões do meu carro estavam afinados quando ela passava em diagonal a estrada do Hospital D. Estefânia em passo de Obikwélu...


Mas o que quero aqui ressalvar é a importância da circulação defensiva dos peões. Tal como os condutores têm que ter uma condução defensiva (pode não parecer pelo que escrevo neste texto, mas tenho-a), os peões - especialmente os importantes para a cultura nacional - têm que ter cuidados acrescidos quando se aventuram na via rodoviária fora de passadeiras. Rui Vieira Nery é o exemplo a seguir na segurança defensiva dos peões lisboetas. E digo isto porque hoje travei a tempo pela simples razão de que vi o nariz dele à frente do meu carro, e pensei: "wow... vem ali um nariz, é melhor travar porque deve trazer uma pessoa anexa" - e correu tudo bem.

O meu apelo vai para que todas as figuras públicas adoptem o mesmo sistema: algo que os distinga na via pública. Até agora só estão em segurança Rui Vieira Nery e Júlio Isidro, cujos órgãos olfactivos têm mais efeito do que qualquer colete reflector, sendo até uma mais-valia para a segurança do tráfego aéreo. Por isso, e a bem da preservação da cultura portuguesa, sugiro às outras personalidades públicas que comprem um singelo "aparelho" (como eu gosto desta palavra) destes:


- Ao mesmo tempo que andam seguros pela cidade, têm um óptimo e discreto disfarce que os põe a salvo de qualquer fã incómodo.

P.s.: Não é garantido que não sejam gozados e que a sua credibilidade se mantenha intacta. Para mais esclarecimentos contacte a nossa linha de apoio técnico, através do n.º 800 800 801

Bojardas Avulsas





Confeitaria Perdigão
Fazemos com o pé o que os outros fazem com a mão.

2007-10-12

Santana Lopes - parlatius interruptus


...Para quem, como eu, não tinha visto na TV.

Não percebo qual é o espanto... No único país no MUNDO onde existem 3 jornais diários sobre futebol (quase exclusivamente), é natural que estas coisas aconteçam... Mas percebo Santana Lopes e repeito a sua atitude, ainda que nunca lhe tenha ouvido sair da boca nada de importante para a política nacional. Para a comédia sim. Para a política não.

Enfim, mais um excelente momento televisivo, depois do pontapé do Marco do BIg Brother... E este ñão foi na TVI!!!

As aparições de Fátima e o Ramadão



Caros irmãos tementes a Deus, hoje é inaugurada a novíssima Igreja da Santíssima Trindade, em Fátima (where else...?). Ouvi há pouco, no noticiário da manhã, que havia mais gente em volta da capelinha das aparições do que a ver a nova igreja porque - e passo a citar - "aquilo tem lá uma estátua só com uma perna e com uma cabeça triangular", "mas também tem uma estátua do Papa João Paulo II que é munto bunita".

Ora bem: a igreja foi construída com o dinheiro dos crentes (80 Milhões de euros), que segundo sei - e isto é pura verdade - é encaminhado das caixas das esmolas do santuário directamente para enormes receptáculos colocados debaixo da terra, de onde os donativos são recolhidos litelalmente "às pazadas". Ora o pessoal dá 80 Milhões de Patacos e recebe o quê? - Uma estátua perneta...? Tá mal.

Um apontamento ainda para a GNR de Fátima, que tem para hoje uma operação especial, Operação Trindade (!!!) que deve ser levada a cabo unicamente por agentes cujo nome tenha uma ligação directa com o catolicismo, do tipo:

Comissária Maria de Jesus
Sargento Moisés
Cabo Espírito Santo
Cabo Belchior
Cabo Mirra



Mas as notícias fresquinhas do mundo das religiões não se ficam por aqui. Hoje é dia 12 de Outubro (Lua Nova), fim do Ramadão para os Muçulmanos, ou seja, fim do Jejum [Siyâm Shahri Ramadân], iniciado dia 13 de Setembro (na Lua Nova do mês passado).

Portanto, acabam hoje:

- a interdição de comer
- a interdição de beber
- a interdição de fumar
- a interdição de f****

O que me leva a concluir o seguinte: enquanto os católicos andam lá à volta da igreja nova, chateados com o facto de nem a Igreja Católica acreditar em 3 putos que dizem que viram a Virgem (eu já vi muitas, mas não brilhavam, não andavam em cima de azinheiras nem mandavam bitáites sobre a I Guerra Mundial) e com o facto de 80 Milhões de euros não chegarem para pagar uma estátua em termos, os muçulmanos esperam pelo por do sol para...:

Comer um belo de um bife e arrotar a caril, buber umas litradas de tinto, ir para a cama com a respectiva (depois de um mês deve ser o delírio), e finalmente, fumar 5 ou 6 cigarros de seguida, ainda na cama - como nos anos 70 - e porventura trincar mais um naco do caril que sobrou do jantar e mandar mais uma garrafita abaixo... Antes de mandar outra queca (ou como ouvi um puto ontem dizer "fazer quecas")só prá sossega.

Não sou baptizado, mas digo-vos uma coisa, se me dissessem que tinha que escolher HOJE entre uma e outra religião... Não tinha muitas dúvidas... Ahhh, o que eu gosto de caril...!

2007-10-11

E por falar em He-Man



"The Most Powerful Man in the Universe" - É assim que aparece descrito na Wikipédia, esse baluarte dos bitaites (leia-se bitáit'sss) online.

Ah pois é, meus meninos, qual Super-Homem qual quê... O "Ele-Homem" é poderosíssimo, é um gajo capaz de correr à espadeirada qualquer inimigo, mesmo envergando cuecas de pele e uma armadura um pouco gay.

Há teses de doutoramento que defendem a lycra como um elemento essencial para se ser um super herói. É verdade. Mas He-Man não é "um quaisquer": ele tem um penteado bem mais forte visualmente do que qualquer outfit de lycra (mais imponente ainda do que o fato de Batman), e além disso anda quase nú pela rua. He-Man não almeja o super-heroísmo. He-Man, em última instância, terá como objectivo dar sovas no Skeletor e entrar à pala no Lux Frágil.

Mas se o traje lhe dá um aspecto de He-Gay, o facto de se fazer acompanhar pela She-Ra ainda o sublinha mais: Uma gaija que anda à porrada - e ganha - só pode ser ramona, o que se torna ainda mais óbvio quando reparamos no seu nome: She-RA, sendo RA de RAMONA. Inicialmente era para ser She-Ca, com CA de CAMIONA, mas não deu porque na tradução para português ela chamar-se-ia Chica, um nome pouco respeitável no mundo da porrada.

Para comprovar isto, fiz um teste científico: vesti-me de He-Man, convenci a Liliana a vestir-se de She-Ra e fomos para as ruas de Lisboa fazer um inventário dos insultos que surgiam vindos dos transeuntes. Não percam os resultados no próximo post.

2007-10-01

Bojardas Avulsas



"Quem matou a Méde foi o pai do He-Man"


- Efeitos colaterais da sangria do "Dragão de Alfama"...

Abraço, Ricardo.

Luís Filipe Às-Vezes



"Foi tão fácil como tirar um doce a uma criança"



- Parece que Marques Mendes vai voltar às suas anteriores funções na Globo, com a equipa de Xuxa, no programa "O planeta dos baixinhos"