2008-09-26

Acabou de chegar


"Acabou de chegar um dos melhores astrólogos do nosso país"

Mais um Académico com grau de mestrado e ainda por cima lecciona. Benvindo, Hamete.
Muito fixe, mas...

Peraí... Se ele é do nosso país, como é que acabou de chegar?
Ou melhor, acabou de chegar de onde?

- Dos Açores?
- Da Madeira?
- Da Ilha de Tavira?

Ou foi ao Congo tratar dos papéis e agora voltou, já pronto para se legalizar? Não. Ele não voltou, ele acabou de chegar. Isto só adensa a aura de mistério que recai sobre este homem... Quem será e que poderes terá?

Nunca saberemos. Pelo menos até lermos o papelinho até ao fim. Aí passamos a saber, mas continuamos a não acreditar. É um gajo que afirma resolver o problema da fidelidade absoluta entre esposos.
Do género: Um casal de esposos (dois homens, portanto) que é absolutamente fiel um ao outro, vão lá ao Hamete e resolvem a situação, passando a ser um casal homossexual promíscuo e polígamo absolutamente normal.

Mas é preto, isso é certo, podem confirmar ali no cartão onde ele afirma que é "Dotado de dom hereditário". O que eu gostava de ser dotado de dom hereditário...

Ainda por cima vem logo todo cheio de trocadilhos, com um nome que parece saído de uma música pimba... "Hamete..."

Estou mesmo a ver como é que ele inicia o engate... Chega alguém (uma mulher) ao n.º66 da Calçada do Poço dos Mouros, toca à campaínha do Rés-do-Chão:

Trrrrrrrriiiimmmmmm...!!!

Professor: - Sim?
Cliente: - Hamete?
Professor: - Meto sim, deixa só abrir os porta pra você. Vem entrando que eu estou no sala e vou já tirando os cueca, dama.

P.s.: Só agora é que notei que não é Calçada do Poço dos Mouros, mas sim Calçada do Poço do Poço dos Mouros. Um poço dentro do poço dos Mouros. Este homem é mesmo misterioso, pá.

Para agradar aos homens



Dj Joyce Mercedes, de 29 anos, é a nova coqueluche de Ibiza. O seu alinhamento é uma espécie de mashup de techno, junk e ranchos folclóricos. Tal como Deadmou5 faz as suas aparições com uma cabeça de rato, Joyce apresenta-se em público com este outfit, a que chama carinhosamente de "fato do amor".

Cá está minha tentativa de imitação de jornalista da Maxmen.

Não tenho muito jeito, eu sei, mas isso é porque não sou muito bom a agradar aos homens, como eles. Um gajo todos os dias levantar-se de manhã e ir para o escritório procurar gajas boas na net para depois escrever textos absurdos para acompanhar bem um cu, duas mamas e duas pernas (que é como fazer arroz para acompanhar com os bifes) deve ser um bonito trabalho. Mas é um bocado rabicha. Senão revejam esta antiga pérola em forma de sketch.

Do melhor.

P.s.: E prontos, cá está o meu primeiro post com uma gaja boa na foto. Agora vou ali arrotar com cheiro a ovo cozido e beber uma São Domingos enquanto procuro no Record a táctica que o meu Benfica vai usar para se degladiar (como eu adoro esta palavra do léxico futebolista) no dérbi (outra das boas...) da 2.ª circular (e então junto com esta, é arte em forma de bitáite.)

À Macho.

2008-09-24

Xixi e Cócó


Era só para dizer que descobri que existem peluches (pronuncie-se pilúxes) no mercado alusivos aos bonitos temas do Xixi e do Cócó.

Não sei de quem foi a ideia, mas aqui fica a minha homenagem e a merecida publicidade. Proponho desde já a tradução dos nomes para o mercado nacional:

O Mijo e O Merdas.

Que tal? Até podia dar uma série de televisão... Vou propor isto à Teresa Guilherme, para quando acabar o Rebelva Way. E já agora por falar em Rebelva Way, quero aqui deixar escrito para a posteridade que ontem ouvi mal uma notícia que falava do trânsito junto ao Passeio Marítimo de Algés. Eu percebi "Cacém Marítimo de Algés" e acho honestamente que todas as localidades junto ao mar deviam ter o seu Cacém Marítimo e deixar-se dessas mariquices dos "Passeios".

Vou começar a pronunciar naturalmente a frase "O quê, ali ao pé do Cacém Marítimo de Algés?" a ver se cola.

Sem mais assunto,

Até ao próximo momento de insanidade mental e desculpem os poucos ataques, mas tenho andado a tomar os remédios e a esfregar as pomadas.

Ah, proponho a criação de O Merda Líquida, no original Liquid Shit. Seria feito naquele material peganhento que existiu sob a forma de um brinquedo gelatinoso verde fluorescente que todos adorávamos aos 10 ou 11 anos e que vinha dentro de um frasco. Seria igual, mas castanho-clarinho.

.

2008-09-10

Que melhor regresso de férias que...


...voltar a ver a carantonha da Teresa Guilherme na televisão?

Decerto haverá pelo menos uns 4.987 melhores regressos de férias, mas este está em 4.988. À frente deste regresso está, por exemplo, cagar um pé todo exactamente antes de entrar no carro para ir para o primeiro dia de trabalho. Atrás, está por exemplo um atropelamento por um Hummer, em que se é projectado por uma montra de vidro para dentro de uma sala cheia de lâminas onde se escorrega durantre vários segundos e se cai finalmente para dentro de um alguidar cheio de álcool.

Pronto, era só para situar.

Espero que tenham visto "O Momento da Verdade", até porque não gosto de sofrer sozinho. Visualizar a tez de Teresa-a-Guilherme já não é fácil, mas neste concurso consegue ser pior. Em resumo, consiste em ligar alguém a um polígrafo junto da mulher e dos amigos e fazer perguntas do género:

"Já foi bêbedo para o emprego?"
"Mesmo comprometido gosta de seduzir o sexo oposto?"
"Este ano já pagou para ter sexo?"
"Costuma usar preservativo nas relações sexuais com outras mulheres?"
"Já se fotografou a ter relações sexuais para mostrar aos amigos?"
"É verdade que já teve relações sexuais com mais de 15 mulheres desde que está com Márcia?"

E ele respondeu, por ordem: Sim, Sim, Sim, Não, Sim, e na das 15 ficou embaraçado e o amigo bloqueou lá um coiso num botão que censura a pergunta. Mas não é preciso o gajo respoder, pois não?

Ou seja, o programa consiste num casal de pessoas pouco dotadas daquela substância a que se chama inteligência, com mais amor ao dinheiro (ganhou 25 mil euros por 19 perguntas) do que a si próprio. Quem dizia que o Big Brother era mau, veja isto. É tão mau que até dá gosto ver.

Ah, e depois há a choradeira, sempre presente nos programas de Teresa Guilherme. E ontem fui à rua quando estava a dar o programa e ouvia das janelas dos vizinhos:

"A-HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!!"

"XIIIIIIIIIIII....!!!"

"TOOOOOOOOOOOOOMAAAAAAAAAA!!!"


- E lá se foram as férias.