2010-07-29

Puxa e Urso


À hora de almoço fui à Pull & Bear para ver se comprava um calções em saldos, que isto está um calor que não se pode, e faço questão de ir para o FMM - Sines com a salada a badalar de frescura. Procurei e achei uns até bem catitas, mas li por cima "Nova Colecção - Outono/Inverno". Fiquei lixado.

Então ouça lá... Estes calções são para usar no Inverno?
- Ah, e tal, blá, blá blá...
Mas são assim, tipo bem quentinhos e fofinhos para ir para a neve?
- Ah, e tal, blá, blá blá...
Tá bem.


E tive que sair, porque cheguei à conclusão de que a única maneira de eu trazer comigo aqueles calções era vesti-los por baixo das calças e correr bastante depressa. E está um calor que não se pode.

.

Feelings, oh-oh-oh feelings


Já percebi que passo a imagem de um gajo irresponsável, sempre em festas e nos copos com os amigos, sem qualquer juízo e com um grande pancadão na cabeça.

Não é assim.

Na verdade sou escriturária na contabilidade do Ministério da Agricultura e Pescas, e tenho três filhos e um cágado. E o meu nome é Sheila Andreia.

.

2010-07-28

Chris

Meg

Lois Griffin

Brian

Peter Griffin

Quagmire

Stewie

2010-07-27

Stress Test

Presidente do BPI (esq) é o espelho do optimismo dos banqueiros portugueses
João Relvas / Lusa

- Não, não é. É apenas um gajo que recebeu um SMS bastante javardolas.

.

2010-07-23

It's been a hard day's night


Muita gente se pergunta sobre o que faço. Hoje decidi mostrar-vos um pouco daquilo que é o meu trabalho diariamente. Respondo a questões como esta:

- Nas contracções de preposição a com artigo definido a, isto é, à, leva bico ou não?

Mas sem me rir e sem poder responder como realmente gostaria.

.

Assa-mos


Foi vista ontem uma vespa a cruzar Xabregas a grande velocidade transportando um grelhador gigante atrás e um six-pack de Super Bock à frente. E sim, era a minha.

Comprei um grelhador no LIDL cujo manual de instruções tinha na sua segunda alínea o seguinte aviso: "Verifique se tem tempo para montar o grelhador".





Ainda demorei...







...Mas cerca de duas Super Bocks e meia depois, passei a ser proprietário de um grelhador a carvão. Agora que posso dominar o fogo e com ele assar animais indefesos, já me sinto finalmente um homem completo.
- Era só isto.

.

2010-07-22

Praia da Comporta-te


Ela: Fogo, ia a correr para não me escaldar na areia e só passado um bocado é que me começa a doer o pé... E eu pensei que me tinha queimado, mas não: era uma farpa!
Eu: (pensei mas não disse, pois estava demasiado bêbado para articular frases complexas) Epá, farpas? Pisaste um Ramalho Ortigão?

.

2010-07-20

Vota Cláudia Silva!



Percebi há pouco que a ideia é eleger uma foto e não uma gaija. Vai daí que este post serve essencialmente para vos lançar o rétpil de modo a que concentremos as nossas preces, energias e sobretudo os nossos votos para podermos ter a Cláudia Silva a fazer o quatro na capa da MaxMen.

Vota Cláudia Silva. Um voto na sobriedade.

.

Mas fixe, fixe


é a Nichola Robinson estar simultaneamente em 1.º e em 11.º lugar. Deve ser das cuecas feitas em Photoshop da segunda Nichola.

- Como é que se pronuncia...? Nixóla?

.

Mais é mais


É só para dizer que Cláudia Silva, não contente com as fotos já enviadas, decidiu agora reforçar a sua colecção com generosas fotografias de cú e com adereços da Playboy comprados nos chineses - mas sem nunca tirar os óculos - numa aposta claramente vencedora que vai arrasar com a concorrência, que só tem 10 ou 15 fotografias. É esperta, a gaja.

A capa da MaxMen é dela nem que para isso seja preciso enviar um cartão de 4Gb cheio de fotos pelos CTT.

- Sua sensualona...

.

2010-07-14

Missing Amsterdam


No Flickr.

Fui hoje revelar um rolo que estava esquecido dentro da minha velhinha Konica Autoreflex T...

Para todos os meus amigos Meio Matarruanos

Os La Harissa tocam um reggaeton manhoso, com influências minhotas, pimbas, populares e especialmente de gajos com bigode americanó-matarruano.

O estranho é que a música tem qualquer coisa que me faz abanar o pé...





Pronto, está bem, eu sou um bocado Pimba. Mas sou das Mouriscas, o que é que queriam?

.

Para todos os meus amigos Meio Sexuais


Cliquem aqui, seus rabetolas.

.

1,2,3 coisas que indiciam um contrato com a Casa Pia

Acabei de ter uma epifania. Mas já fui à farmácia e receitaram-me um xarope bacano e isto parece que passa.


Cheguei à conclusão de que os meus pais - que não me compravam muitos brinquedos - adquiriram tudo o que tinha que ver com o 1,2,3:

A Bola Saltitona:


O Zé Sempre em Pé:


E a Bota Botilde:



- Quase que aposto que se o Carlos Cruz nos tivesse encontrado na rua, os meus pais deixavam-no levar-me a passear a Elvas.

.

2010-07-09

Miss Maxmen 2010: uma odisseia no espaço


Sara Abel. Nota-se que quem escolheu a lingerie e os cortinados foi uma e a mesma pessoa.

Ana Catarino, que veio de barco. Daí a a cara de enjoo, só pode.

Tânia Fernandes e a sua 4L.

Íris Morais, autora da tese de doutoramento "Influências da depressão na escolha de fatos de banho"

Regiana Ferreira, também ela autora, mas do livro "Como sobrevivi até hoje com esta cara"

Sunshine. Se o brilho do sol é isto, então prefiro nunca mais ver a luz do dia.

Carla Ferreira e o truque da mesinha de plástico.

Joana Gonçalves que até fazia boa figura com um Klimt atrás, acaba por estragar tudo com uma fita métrica na cabeça.

Joana Ferreira e a sua maquilhagem feita à base de garrafões de lixívia derretidos e giz.

Denise Dias, também conhecida lá no bairro como "O Rei Leão"

Susete Gomes, que ainda é da família do Corcunda de Notre Dame

Liliana Pestana e a sua piscina no Cacém

Marta Marques com a coisa mais sexy que existe neste Mundo: peluches.

Angela Sousa a cagar na mata

Vitória Carrilho claramente com a puta da má onda (ver todas)

Ana Pinto, que tem neste momento dois livros de cabeceira e lê-os ao mesmo tempo.

Susana Silva. Já arrumei o carro em espaços mais pequenos do que a distância entre as mamas dela.

Petra Cardoso, e o seu sinal amovível. Tantas vezes está no lado direito da barriga como depois salta para o esquerdo.

.

2010-07-08

Miss MaxMen 2010, ou a bardajonice levada até ao infinito e mais além


Alguém me explica o que é isto?

- É muita bardajonice junta... Ele é fotografias com 0,7 megapíxels tiradas ao pé de carros estacionados, ele é piscinas em barracas, ele é poses esquisitas em praias da Costa de Caparica, etc... E a lingerie? Ui...! E as tatoos? Ainda mais Ui...!

Procurem bem e não percam por amor de Deus a Dona Delmira Claro nem a Shô Dona Cláudia Silva. Epá e a Joana Ferreira também não se pode perder. Nem a Carla Mesquita... Epá vejam tudo, pronto.

.

2010-07-07

Vai com calma Chico!



Há uns (largos) anos passava na RTP um conjunto de vídeos da responsabilidade do Ministério da Agricultura e que visavam alertar para as medidas de segurança a ter quando se efectuam trabalhos agrícolas. Ou quando se planeia a pura estupidez.

Contrataram dois gajos que uma vez foram ao cinema e como tal estavam perfeitamente aptos para a arte da representação. Completamente rígidos e notoriamente a lerem do teleponto, estes dois produziram momentos únicos de televisão, que infelizmente poucos recordam. Ao que me lembro havia 3 spots diferentes:

1 - Um dos gajos (o Chico) liga a moto-serra e começa a cortar troncos de sobreiro como se não houvesse amanhã e com uma violência completamente desgarrada, vestido com calças de ganga e t-shirt. Chega o colega e diz:

"Vai com calma Chico! Usa o equipamento."

E na cena seguinte está o Chico todo equipado e a cortar com jeitinho.

2 - O Chico pega num tractor e começa a andar aos solavancos a puxar um reboque, mais uma vez com uma violência extrema sem razão aparente. Aparece o outro e diz:

"Vai com calma Chico! E cuidado com a protecção do cardan."

Lá aparece o Chico com uma protecção entre o tractor e o reboque e com um ar muito mais relaxado e feliz.

3 - Vê-se uma Renault 4L a entrar em cena aí a 120 km/h no meio de um montado alentejano. O amigo grita:

"Vai com calma Chico!"

Mas o Chico vai espeta-se contra um sobreiro com uma classe do caneco. Aqui não há grande lição a reter além da óbvia:

- Não conduzam 4L's no meio de sobreiros a 120 km/h, porque isso simplesmente é estúpido.

.

Setúbal na Ribalta



- Quero aqui deixar escrito que também eu já tropecei na Odete Santos em Setúbal.

[Aqui fica a letra, tirada pelo A]

Já pensei
Em comprar
Prrada p'ra melhorar
Meu modo de ver
O meu cão guia bazou
Contrra a parede eu vou
Tenho a cabeça a doer

O meu avô pescador
Já me disse… ai, amorr
Eu vou te ajudarr
Vou arranjar papel
A vender Moscatel
Para te poder pagarr, uh-uhh

Uns Prrada Setúbal, uh-uhh
Na loja do Asdrrúbal
P'ra não andarres, uh-uhh
aos sólavancos
Podes trropeçar, uh-uhh
Na Odete Santos…
Pois eu sei que andas aos caídos
Tens os joelhos todos… parrtidos
Os Prrada a ti fazem tanta falta
Setubal na Ribalta!

Solo e parvoíce!

Pois eu sei… que é um horror
Já nem vês bem as Torres da Cimpor
Os Prada a ti fazem tanta falta
Setubal na Ribalta!

E até eu que me vejo aflito
P'ra ler a receita do choco frrito
Os Prrada a mim também fazem falta
Setubal na Ribalta!


.

2010-07-06

Carro Negro


O calor dá-me para ir ao Portal Pimba em busca de pérolas. Vai daí que dou de caras com Jorge Ferreira e o seu Carro Negro e nunca mais fui o mesmo. Um autêntico hino à confusão entre línguas. Não percam.

.

2010-07-01

Margem Sul

Ontem fui levar o meu Clio, que aguentou estoicamente até ser trocado pelo meu "novo" carro. Só quando acabei de fazer o negócio reparei que na chapa de matrícula estava escrito em letras garrafais: "Renault Beira Rio - Almada". Agora sempre que alguém atrás de mim reparar nisso, vai pensar que sou da margem Sul e vai querer confirmar se tenho ou não uma barbicha fininha feita a laser...

Bom, se pensarmos bem nisso já não me falta muito para ser um guna da margem Sul: sem guita absolutamente nenhuma já estou, só falta mesmo aprender a elaborar riscos milimétricos com os meus próprios pêlos faciais e assaltar pessoal com uma ponta-e-mola.

Agora curtam aí:



- Props pro meu Clio.

[Aqui fica a letra:]

Estou aqui em Almada, ou aqui no Fogueteiro
O Seixal é mesmo ali, sou polícia sinaleiro
Para ali é o Barreiro, o Montijo e Alcochete
Onde fica o Freeport, deu uma bronca do cacete
Props pó pessoal que vive nesta margem
Que gasta 1,30€ quando passa na portagem
Sempre que passo aqui tremo tipo gelatina
A primeira vez que fui assaltado foi nesta esquina
A segunda nesta rua e a terceira foi aqui
A quarta foi agora enquanto estou neste jardim
Mando pausa no Octávia da minha mãe
Ouço “ganda maluco”, eu respondo “tá-se bem”
Sou poliglota, nas línguas eu sou forte
Falo português com sotaque dos PALOP
Falo em brasileiro da Costa de Caparica
E creoulo enquanto como uma cachupa rica

(Refrão:)
Margem Sul
Sítio onde são feitos os sonhos
Porque só se dorme aqui
Estás na Margem Sul
Vem andar na selva de asfalto
E sofrer um assalto
Bem vindo á Margem Sul

Eu sei dançar kizomba, aprendi com a vizinha
O irmão não gostou, quase me partiu a espinha
Quando chego da discoteca às sete de la mañana
Vejo as paragens cheias de gente em fila indiana
Margem Sul é grafittis, é paredes e muros
É entrar numa loja e ouvir hip-hop e kuduros
É ver polícias e ladrões jogarem à apanhada
É às vezes ter que fazer queixa na esquadra
Foi aqui que me deram um enxerto de porrada
Confundiram-me com um nigga que saíu de precária
Aqui jogava à bola de dia e ao relento
Agora a praceta é parque de estacionamento
A primeira vez que fui ao cinema foi aqui
Vi o Never Ending Story e o Karaté Ki

(Refrão)

Aqui é só saúde, temos só dois hospitais
E poder de compra, novos centros comerciais
Para comprarmos DVD’s ou aquela bike
Bens de primeira necessidade como um chapéu da Nike
Olha ali um casamento, é só roupa cara
Homens com fato H&M, as damas vestem Zara
Margem Sul é cultura, não sei se sabes
É Rute Marlene, os Anjos, Soraia Chaves
Na relva eu faço pic-nics e também o pino
Isto não é deserto, fu-fu-fuck Mário Lino
Temos muito verde mas aqui é só vermelhos
A festa do Avante é aqui todos os anos
Por falar em cores, também há amarelos
A loja dos chineses onde eu comprava caramelos

(Refrão)

Se precisas de apoio emocional
Cruza a ponte e vai ao Cristo no Pragal
Construído no tempo de Salazar
Tem os braços bem abertos para gritar

(Refrão)


.