2006-12-18

"Tenho muito medo do Polónio 210. Já nem deixo o meu mais novo comer na escola."


A frase do título foi dita no Telejornal por uma mãe muito extremosa. E psicótica também, provavelmente. Mas a culpa não é só dela.

"O Carbúnculo, carbúnculo hemático, antraz ou ainda antrax é uma doença infecciosa aguda provocada pela bactéria Bacillus anthracis e a sua forma mais virulenta é altamente letal. O Carbúnculo é uma doença comum dos animais herbívoros, quer dos selvagens quer dos domésticos, mas também pode afectar os seres humanos que sejam expostos a animais infectados, tecidos de animais infectados ou elevadas concentrações de esporos de carbúnculo."
Definição de Antrax, pela Wikipédia

Cada grama de Antrax é capaz de produzir 100 milhões de doses mortais individuais (é 100,000 vezes mais mortífero que a mais poderosa arma química), mas não há nada mais eficaz para combater uma ameaça destas do que...

... O esquecimento.

Aposto que muitos de vós só se lembraram do Antrax ao ler este post.

Agora é o Polónio 210 que está na moda. O Antrax está,  demodé ... já não mexe. Porquê? Talvez porque já não interesse à economia, mais preocupada em arrecadar fundos do que em combater reais ameaças como a sida, o cancro ou a corrupção...

- O que me leva a pensar que se esquecermos a sida e o cancro durante uns 5 anos e ninguém falar do assunto durante uns tempos, pode ser que desapareçam. A corrupção, essa, parece-me que nem assim.


1 comentário:

vinte e dois disse...

Tens toda a razão, só agora me voltei a lembrar desse pozinho. Ainda me lembro da loucura que foi há uns anos atrás em que até a farinha era suspeita ;D