2008-11-13

Eurico A. Cebolo



Quem neste momento está a olhar para a fotografia e a pensar "Eurico A. Cebolo? - Mas quem será este homem?" é porque nunca aprendeu a tocar em nenhum instrumento, a não ser talvez na própria genitália.
Deixem-me dizer-vos que Eurico A. Cebolo, além de um completo freak, é o único homem cujo nome se deve pronunciar sempre com o A. no meio.



Para quem não sabe, Eurico A. Cebolo é autor de livros como "Guitarra Mágica" (do qual possuo uma cópia), "Acordeão Mágico", "Flauta Mágica" (onde é que eu já ouvi isto?), "Guitarra Portuguesa Mágica" e o meu preferido, o best-seller "Órgão Mágico".

Como podem facilmente constatar, para Eurico A. Cebolo, tudo tem o seu quê de mágico, inclusiva e especialmente o Órgão. Possuir um "Órgão Mágico" é essencial nos dias que correm. Quer para impressionar em festas e beberetes com os sempre convenientes truques de Eurico A. Cebolo, quer para treinar na quietude do seu lar (No seu, não no de Cebolo). Passo a passo, também o vosso Órgão se pode tornar um Órgão Mágico.

Não encontrei o Órgão Mágico (é raro) mas encontrei uma versão chamada "Organista Mágico" e um belo exemplar do "Piano Mágico":


(Notem na imagem acima como os putos falam: ...dois vocalizam pelos pés e outro pelo joelho.)


É toda a família de Eurico A. Cebolo, cão incluído. A próxima imagem, espero que seja a filha de Eurico A. Cebolo, e espero também que a esta altura ela já tenha conseguido fugir de casa.


E se ainda pensavam que era eu quem estava a carregar o autor de uma aura psicopática e pedo-musical, desenganem-se, porque acabei de descobrir aqui duas coisas, que passo a enumerar, por ordem de choque causado:

1 - A abreviatura A. significa Augusto. Isto permaneceu para mim um segredo durante uns 15 anos.

2 - Eurico A. Cebolo é também autor de "romances", coisa que muito me espantou. Estou em choque profundo e perdi a minha réstia de inocência (que já era pouca depois de encontrar a capa de "Piano Mágico"), facto que poderão perceber depois de lerem os títulos:

[Cliquem nas imagens para aumentar, se tiverem coragem]


O padre Januário é acusado de ter uma filha, Isabel, e de roubar as jóias dos Mendonça que valiam uma fortuna.
[...A roubar as jóias dos Mendonça, o magano...]


Natália foi difamada publicamente e o seu pai, acusado pela morte do sogro, morre assassinado à sacholada.
[Assassinado à sacholada. Isto é poesia em 3 palavras.]


Duas crianças, trocadas ao nascer, vivem no mesmo palacete onde a rica ocupou a posição da pobre, de quem passa a ser criada, enquanto a pobre tomou o lugar da rica que odeia e maltrata.
[An? Sou só eu ou isto está uma confusão do caneco...?]


Miriam, uma cristã a quem os romanos cegaram e escravizaram, é condenada a morrer queimada, mas uma poderosa força a protege.
[Curto daquele romano ali atrás a chicotear Miriam (um belo nome cristão). Ah, é verdade: os desenhos são também da autoria de Eurico A. Cebolo.]


Maria Alice é dada como morta no desastre ferroviário de Alcafache. O homem que antes a desonrou casa com a própria irmã.
[Em Alcafache? Quem é que se vai lembrar de situar um romance em Alcafache? E o homem casa com a irmã ou com a irmã da gaja que desonrou? Isto é uma tosta mista de mistério e estupidez polvilhada com queijo parmesão]


A irmã Teresa, a freira mais linda do Convento das Cristianas, descobriu que ali havia um terrível mistério.
[Imagino... Mas a freira mais linda é uma criança? Ó Cebolo, pára com essas merdas que ainda és preso...]


O amor de um cego por uma jovem desfigurada. Um cemitério onde um necrófilo profanava os túmulos para violar as mortas.
[Notem que não é O Violador de Mortas, mas sim das Mortas. Bonito. E que belas mamas tem a morta... E que dizer da constante referência aos cegos?]


Miguel e Damião amavam-se como irmãos e cresceram juntos numa quinta onde um criado os levou a práticas sexuais aberrantes.
[Este gajo será da Casa Pia? Faz sentido... Um casa-piano mágico!]

NOTA: Os textos abaixo das fotos são do próprio autor, que aliás introduz a colecção na página final de todos os livros (incluindo o meu) com o seguinte texto:

Maravilhosa colecção que lhe proporcionará muitas horas de apaixonante leitura, levando-o a envolver-se nas emoções vividas pelos personagens destas obras.

Sucedem-se as situações inolvidáveis em que o amor e o ódio, tal como o Bem e o Mal, travam uma luta sem tréguas até ao final de cada romance cujo desfecho é surpreendente e onde só então ficará a conhecer o vencedor.

Não deixe de ler estas histórias, algumas delas baseadas em factos reais.


Vejam por vocês próprios a biografia de um homem que já embateu de frente contra um camião e sobreviveu.

.

24 comentários:

Liliana disse...

eu quero comprar a bibliografia completa, como faço???

tiagugrilu disse...

é fácil, vais a uma loja de musica e vês a editora, depois procuras o contacto na net. e depois dás-me tb esse contacto

:)

tiagugrilu disse...

As imagens estão intermitentes. Amanhã arranjo maneira de resolver o preblema. Agora vou ali ler "o falo perdido"

Cidadão abt disse...

Em conclusão; todas as obras literárias de Cebolo, contêm, explicitamente, ou de uma forma mais subtil, o instrumento pelo meio e como base temática!Portantos, temos um escritor voltado para o instrumento! Provavelmente será o mestre-escola por onde Quim Barreiros assimilou tão ilustres inspirações!

Vertigo disse...

Dos melhores posts que tenho visto!

E andava todo um Eurico A.Cebolo a passar-me ao lado...

tiagugrilu disse...

Cidadão Abt: subtileza é coisa que Eurico A. Cebolo perdeu há muitoas anos. Talvez quando embateu de frente com um camião.

Vertigo: Thanks, sista. Se o Eurico A. Cebolo te ouve, tás bem tramada... "todo um Eurico A. Cebolo..." - não vês que ele pode levar isso para o lado badalhoco? E associar isso a sexo nerófago com cegos?

Estas raparigas, pá... Ingénuas, é o que é...

tiagugrilu disse...

ERRATA:

onde se lê nerófago, leia-se NECRÓFAGO

onde se lê Eurico A. Cebolo, leia-se GAJO QUE NÃO BATE LÁ MUITO BEM DA BOLA E QUE AINDA ASSIM ESCREVE LIVROS QUE AS PESSOAS ACABAM PORTANTOS POR ADQUIRIR

Vertigo disse...

pois...deve ser mesmo ingenuidade...

Bruninha disse...

Este Cebolo deve ser um senhor! E aposto que muitas das novelas da TVI se inspiraram nas suas obras literárias! Ai aposto, aposto!

R2D2 disse...

Estou deveras impressionado com a vida e obra de Eurico A. Cebolo.

Tiagurilu, faço-te uma vénia pelo elevado momento cultural que acabei de ter e digo-te que também eu aprendi a dedilhar na menina com ele (refiro-me à viola, como é óbvio)

Será que ainda vamos descobrir um destes dias os contos erotico-zoófilos do João Catatau?

Aquele abraço!

tiagugrilu disse...

Tive de ir consultar o Gâgle para saber quem era JOão Catatau. Descobri que afinal sabia, mas tal como com as regras de trânsito presentes nos seus manuais, eu já me tinha esquecido do nome do autor.

Mas estava aqui nos fundos do armazém da memória, muito lá prara trás, entre os nomes dos secretários de estado de 98 e os nomes dos jogadores do Benfas de 1995.

Canuca disse...

Tenho impressão que foi ele que tb escreveu essa grande obra chamada "Gaiola Aberta" lol ;).

Boas obras estas de como tocar "ao instrumento" lol :).

PWFH disse...

Ganda Eurico Pá!!! Cheguei a ter pesadelos contigo sentado nessa poltrona, julgando os meus actos como um Deus. Foste um cabrão e eu vinguei-me. Aínda te conservo dentro de um caixote não sei bem onde colado na capa de um livro de pautas chamado, O Orgão Mágico.

tiagugrilu disse...

Eheh...! Meteste o Órgão Mágico num caixote e nao sabes onde está? Tu vê lá isso, qe um dia destes faz-te falta e não encontras.

Benedictus disse...

Eurico A. Cebolo, todo um fenómeno por descobrir...

Anónimo disse...

Oiçam, este Homem (com H grande)é uma aberração da natureza a qual so descobri oje horas apos a aquisição do meu primeiro fascículo "Guitarra Mágica".
Dado ao facto da sua figura caricata se encontrar numa das primeiras paginas do livro fez com que despertasse a minha curiosidade e pensasse que tinha comprado o livro errado mas nao foi entao que decidi procurar e saber mais sobre este abominavel homem dos instrumentos musicais, tendo entao encontrado este maravilhoso bloog do qual gostei e do qual fiquei fã so pelo simples facto de expor toda a colectanea do Eurico!

tiagugrilu disse...

Caro Anónimo,

Em primeiro lugar, deixa-me felicitar-te pela aquisição desse fabuloso exemplar.

Em segundo lugar, deixa-me dizer-te que esse livro não é de todo um bom lçivro para aprender a tocar guitarra. Mas é mítico, sem dúvida.

Cumps. e boas guitarradas

Sofia disse...

Bem... Há tempos que não me lembrava dos meus verdes anos de aprendizagem musical... Eurico A. Cebolo, o meu mestre...
Uma personagem fundamental no panorama musicológico português e até internacional...
Este homem merece ser valorizado!
A vastidão das suas obras musicais e literárias, de uma riqueza inquestionável, não se pode perder e necessita ser divulgada!!!
FORÇA EURICO, estejas lá onde estiveres!

Adorei o post! Está fantástico, realmente um dos melhores dos últimos tempos!

CINE31 disse...

Post genial!
Encontrei foto do Orgão Mágico nº 1 aqui:

http://portimusica.com/components/com_virtuemart/shop_image/product/f3d5daa3f311b46b5cbf6e60532c162b.jpg

Ivo disse...

Pessoalmente, revolta-me toda esta onda de ironia que está expressa nos comentários anteriores. Admiro muito o Augusto(somos amigos) não apenas pelo que trouxe de novo ao estudo da musica para pessoas mentalmente debilitadas, mas também pelo seu génio visionário. Muito antes desses escândalos de pedofilia modernos e mediáticos já o Augusto mamava dois garotos ao pequeno almoço, mas disso ninguém fala. Só sabem é apontar o dedo ao homem porque partiu um camião com os dentes...

Anónimo disse...

Por isso dizem meus colegas estrangeiros ,O portugues FOI Grande,mas esquecidos na historia
pois com gente que só tem caca na cabeça ,e nao faz nada de produtivo para ajudar os outros a progredir ,POR ISSO GRANDE CEBOLO PARA FRENTE É CAMINHO,NAO SE DEIXE LEVAR POIS SOU GRANDE GUITARRISTA ESTOU NUM DOS MELHORES ESTUDIOS DO MUNDO E FOI COM OS LIVROS DO CEBOLO QUE APRENDI E HOJE ESTOU AO LADO DE GRANDES ,É COM PENA E TRISTEZA QUE VEJO MEU POVO A FAZER CRÍTICAS DO QUE NAO SABE
ABRAÇO A TODOS

eurico cebolo disse...

olá bom dia
Poderá comprar na musicarte - rua da boavista nº 80 porto

eurico cebolo disse...

olá bom dia. É caro amigo as pessoas adquirem o livro , e, geralmente quando o fazem não ficam só por um. Está a ver o que tem de bom a capa e os títulos dos livros? É que assim há sempre criticas, boas ou más são criticas. E graças a voçês é claro. Uma dia que venha cá á loja tenho todo o gosto de lhe oferecer um. Pode ser que mude de opinião. Muito obrigado

Luís Piteira disse...

Em notícias completamente à parte: Comprei e ofereceram-me alguns dos livros ( entre eles guitarra, bandolim e teoria) e foram das melhores coisas que me apareceram à frente quando comecei a tocar. Obrigado, possa um dia haver uma colectânea de todos eles, comprava sem qualquer reserva.

Os romances é que ainda não experimentei mas força nisso.