2008-12-18

Bolo Rei


Vou directo ao assunto: Mas que merda de bolo vem a ser o Bolo-Rei? Sim, quem é que se lembrou daquela mixórdia de ingredientes, que parece inspirada num acidente rodoviário?

Ao que reza uma das lendas, foi mesmo:

Os três reis magos (Belchior, Baltasar e Mirra) iam nos camelos com uma série de oferendas para o menino (ai, o menino isto, o menino aquilo, vamos adorar o menino... se queriam agradar ao menino, levassem-lhe uma playstation...) entre as quais frutos secos e frutas cristalizadas. O Belchior, que ia à frente, teve que fazer uma travagem brusca e gerou um choque em cadeia, devido à fraca visibilidade (os camelos levantam muita areia se forem a assapar). Não houve feridos, mas a carga que levavam ficou toda espalhada, sendo que por obra do Acaso (o mesmo que está por detrás daquela história mal contada do Darwin), os frutos cairam em cima da farinha e a água que levavam caíu sobre aquilo tudo, fazendo uma mistela peganhenta. Foi neste ponto da história que o Baltazar disse: "Xii patrão, vamo aproveitar isso e meter num forno, pra não chegar de mãos vazia ao pé dos minino...!" E assim nasceu o Bolo Rei.

NOTA: Não garanto a veracidade da história, uma vez que ela é baseada naquilo que a minha avó vai inventando à toa de cada vez que lhe dizem "você é que sabe a lenda, diga lá" e ela começa sempre da mesma maneira "Ora vou-ta contar..." mas nunca prossegue com uma história minimamente igual à do ano passado. Mas se quiserem ser intelectuais da porra e não escutar o que a minha avó diz, podem sempre ir aqui, que ainda levam de oferta o papel de embrulho em fundo. Isto, só para perderem a mania.

NOTA2: Não me venham cá dizer que o 3.º rei mago é o Gaspar, que isso não é nem nunca foi nome de rei mago. Aliás, nenhum dos três, porque toda a gente sabe que um mago em termos tem que ter o nome dito de trás para a frente. Se fossem Roihcleb, Rasatlab e Rapsag ajudados pelas magníficas assistentes Lebasi Anitsirc, Airam Anasus e Acinom Assenav, eu ainda podia acreditar, mas assim não. Não me lixem.

Voltando à vaca fria (pensando bem, não é uma boa frase nesta altura do ano. Estão todas frias... não é?)

- Que porcaria vem a ser aquela substância a que chamam alegremente de "fruta cristalizada"? Ok, podem dizer-me que "é uma conserva que consiste em polpa de fruta impregnada em calda de açúcar" e eu respondo "tá bem, mas nota que quem se lembrou pela primeira vez de cristalizar fruta devia ter sido abatido a tiro" e vocês argumentam "mas há quem goste..." ao que eu respondo "esses deviam ser obrigados a comer fruta cristalizada a todas as refeições até começarem a vomitar fruta cristalizada líquida e consequentemente deixarem de gostar".

- Eu até percebo critalizarem a cereja, a sério. Porque é um fruto que apodrece rapidamente, e tal, mas as cascas de laranja?! Cristalizar casca de laranja?! Quem é que pensa "ah, espera aí, deixa-me cristalizar estas cascas de laranja, que em Dezembro podem-me fazer bastante jeito...!"?


Feliz Natal a todos. Menos ao Bibi.

.

24 comentários:

PWFH disse...

Muito Bom. Tás inspirado.
Como eu te percebo, que merda de bolo é aquele? Nem para torradas! Se tirares a porra dos frutos de borracha, mais os bocados de comida de piriquito, uma fava para foder um dente a alguém, e uma porra de chumbo que só sabes o que era pepois que estilhaçares a loiça do cagatório.

tiagugrilu disse...

...E depois invetaram o bolo rainha, que é a mesma merda mas sem a fruta cristalizada. E ontem descobri que também há o bolo príncipe, que é a mesma merda, sem a fruta cristalizada, mas com chocolate no seu lugar.

- A única coisa que tinha piada no bolo-rei era o brinde, mas agora é ilegal. Por causa dos betos.

grassa disse...

Eu cheguei a lascar um dente de leite ao trincar um José feito de chumbo!

Belos tempos!

Canuca disse...

3 gajos a adorar o menino, parece mesmo uma cena da casa pia...enfim...

O que o Bolo Rei tem de melhor é o buraco no meio lol ;)....

Feliz Natal...Beijos

cblues disse...

Reza a lenda que a cristalização de frutas remonta aos tempos em que os nossos avós tinham um jantar para 15 filhos que consitia numa cabeça de peixe e algumas pedras da calçada. Só nessa altura é que fazia sentido pôr num bolo esse tipo de cenas só para fazer vista.

Parvinha disse...

O melhor post q já li !
Tenho q concordar aquilo... aquela coisa é um bolo ?! Baaah !

Bruninha disse...

Eu acho que comer bolo rei está equiparado ao ter que engolir 12 passas na passagem de ano e às pessoas que andam de joelhos em Fátima para cumprir promessas.

anna, disse...

é que se o bolo rei não tivesse aquela porcaria de frutos lá por dentro, tiravam-se aquela bosta peganhenta de cima e comia-se bem.

o que fica verde alface são os figos.
se forem apanhados verdes.
e não.
não estou a defender a gosma. eu odeio.

deve ter sido a pior porcaria que inventaram.

tiagugrilu disse...

Grassa: é mesmo, que saudades, pá. Fizeste-me lembrar a queda de bmx que dei quando tinha uns 5 anos: despistei-me e bati com os dentes da frente numa oliveira. Levei os dois dentes na mão e mostrei à minha mãe, que disse: ó filho, não faz mal, nascem-te outros. E eu fiquei mais descansadinho.

E nasceram. Direitinhos e bonitos.

tiagugrilu disse...

Canuca: I want it with a hole! (...) Gimme my hole back!

tiagugrilu disse...

Cblues: LINDO! - Uma cabeça de peixe e algumas pedras da calçada - é sublime.

tiagugrilu disse...

Parvinha: Também não exageres. Mas obrigado pelo bajulamento.

tiagugrilu disse...

Bruninha: Sim, e a comprar cuecas azul bébé para a pasagem de ano, que é para "dar sorte"...

tiagugrilu disse...

Anna: se o bolo rei não tivesse os frutos lá dentro e aquelas merdas por fora, chamava-se "pão de leite" ou algo assim.

grassa disse...

A história da cabeça de peixe para sete pessoas é imortal.

Isso faz parte dos tradicionais queixumes dos nossos avós nos seus eternos pregões de que no tempo deles não havia nada destas comodidades do agora.

No tempo deles, aos cinco anos já eles acartavam sacas de cinquenta quilos às costas.

E eram pastores de cem ovelhas e cabras aos seis.

E isto quando não tinham de fazer cinco quilómetros descalços na neve só para irem para a escola.

E depois ainda tinham de voltar todos os dias para dormirem numa mesma cama de corpo e meio com o resto dos 14 irmãos.
Num quarto sem tecto.
Em noites de temporal.

tiagugrilu disse...

Ya, eu também já estou a reunir aldrabices credíveis num caderninho, para ter a certeza que não será a Alzheimer a impedir-me de fazer aos meus netos, aquilo que os meus avós me fizeram a mim.

grassa disse...

Não te esqueças de estragares os dentes aos teus netos com rebuçados Dr. Bayard.

Esse é um clássico.

anna, disse...

pão de leite... bem bom.
melhor que bolo rei.

tiagugrilu disse...

Já congelei um saquinho de dr. bayard, tipo criogenia. Desses, não se safam.

gimbras.nofuturo.com disse...

"Fruto é que cristalizado fica com uma cor verde fluorescente" da mesma cor do fundo do teu blog? looool

Excelente post.

tiagugrilu disse...

Apanhaste-me. O verde aqui do tasco é verde cristalizado...

rmfgh, pft, rnhume...

Jordão disse...

Genial! O Candilhes tomou a liberdade de copiar o texto. Espero que não fique muito chateado!

Cumprimentos e feliz Natal!

tiagugrilu disse...

Claro que não, Jordão.

E então se meteres lá o meu nome por baixo, ainda te agradeço.

Félix Natal.

Parvinha disse...

Foi a sério, fizeste uma linda composição a partir da bosta do bolo.
Sempre que precisares de ser bajulado, conta comigo!