2009-03-18

Miguel Veloso na 3.ª Pessoa



...Porq'acho c'andam a perseguir um bocadinho o Miguel Veloso

- É nesta frase que gostaria de iniciar a análise da poesia supra-declamada. Note-se que o autor suprimiu a identidade do vil sujeito da acção com um vago "andam". Uma clara referência à música de intervenção de um José Mário Branco ou de um Zeca Afonso, que versa obviamente o clima de mudança e a falta de confiança que hoje depositamos nos agentes políticos e sócio-económicos.

O uso da 3.ª pessoa confere um carácter simultaneamente próximo e distante, uma aproximação poética plena de contemporaneidade, que remete para o Modernismo, parecendo ser portugalicamente inspirada n'O Outro, de Mário de Sá Carneiro.
Seguindo o mesmo paradigma, Veloso Júnior prossegue com uma genial e impressionante tirada:

Se o Miguel Veloso é tão pecanino, porque é que continuam a falar dele?

É nestas palavras que toda a intenção poética translacciona.
Miguel, ciente da capacidade de outros vultos da cultura nacional, como Cristiano de Ronaldo ou até mesmo o luso-brasileiro Liédson, demonstra a humildade característica dos génios. Isto, para depois contrapor com uma inteligente e sarcástica interrogação dirigida à crítica literária, mais precisamente ao pasquim "Record".

Veloso é tácito e honesto. Quando lhe perguntam o que lhe apraz dizer sobre a simulação de lesões antes do clássico (uma referência à recente performance/happening que Miguel Veloso levou a cabo perto da 2.ª Circular), a resposta foi um onomatopeico "E-h..!", carregado do simbolismo e da abstracção a que já nos habituou. Volta depois a frisar que há uma campanha contra o Miguel, referindo-se claramente a uma facção de artistas mais apegados a uma visão classicizante do Mundo.

Acrescenta depois, num estilo extremamente avant-gard

E o que eu fico triste é porque ninguém vir a defender o Miguel

- Aqui, atente-se à referência directa para o caso em que o grande mestre Felipe Scolari se insurge em defesa do artista ético-étnico, Ricardo El Gipsy Quaresma, autor da conhecidíssima obra "Poesias de Trivela", publicada recentemente com parco sucesso, em Itália.

Concluo da única forma coerente quando se fala de um artista. Com a sua própria obra. Neste caso, as palavras com que terminou o seu discurso, imediatamente antes de reconhecer o valor que a Academia teve para o seu crescimento enquanto artista:

Acho que de mau profissional não me podem acusar, mas de mau profissional posso acusar essas pessoas.

Brilhante.

P.s.: Os meus reverenciais agradecimentos à Borboleta, que encontrou este vídeo, que eu já perseguia há uns tempos, em vão.

.

20 comentários:

Liliana disse...

ahahahahahahahahahahahah

Liliana disse...

não consigo parar de rir
ahahahahahahah

Liliana disse...

A minha proposta é que apartir de agora comentes ás segundas, o Rui Santos.
A tua análise vai facilitar e muito!!!

tiagugrilu disse...

Rui Santos, o crítico de Arte?

tiagugrilu disse...

O do happening com barrotes?

Anónimo disse...

Não sei do que é que as pessoas se ressentem mais em relação ao António, se do penalty ou se do Miguel.

CBlues disse...

"O do happening com barrotes?"

Rlooool...tenho pena de o pessoal que se organizou para isso não tivesse feito passar um comunicado. Perco sempre a diversão toda...

tiagugrilu disse...

Fui eu que organizei. Para a próxima convido-te.

Podes já começar a procurar barrotes de aço, que desta vez é a sério.

Borboleta disse...

epá, finalmente um post à altura desta Princesa :)

PWFH disse...

Epá que bom!
O PWFH gostou muito deste post.

tiagugrilu disse...

O mérito não foi do Tiago Grilo, foi de toda a equipa, porque graças a Deus, superámos a pressão inicial e depois subimos, pressionámos e o Tiago Grilo teve a sorte de colocar um tento de belo efeito...

El Guru disse...

Quero deixar o meu agradecimento à Borboleta, porque também eu andava deseperado à procura deste vídeo!!!

tiagugrilu disse...

Acho que andávamos todos os 10 Milhões de portugueses, só que alguns Milhões ainda não sabiam.

A disse...

E o que eu fico triste é porque ninguém vir a defender o Miguel e isso é que me deixa muito triste.

tiagugrilu disse...

E a cara do Miguel Veloso quando perguntam no fim ao Miguel Veloso se o Miguel Veloso está chateado com o Sporting? - Impagável.

Isso e o penteado. Espero que ele não tenha pago a ninguém para lhe colarem aquele ouriço à cabeça.

Anónimo disse...

Ao menos o Cantona quando achava que estava a ser perseguido resolvia as coisas à herói de Shaolin. Menos hilariante mas mais emocionante.

tiagugrilu disse...

De facto. Já o Maradona, quando achava que estava a ser perseguido, ligava para o médico e ele acalmava-o:

"El Pibe, no te preocupes, isso é de las druegas, pá...!"

Anónimo disse...

Mas a jogar Bingo era um ás. Fazia as linhas todas.

Cidadão abt disse...

Oh! Pá!
Esse tal de "Veloso" tem andado a ler a xafarica cá do Cidadão!!!
Bolas!!!

tiagugrilu disse...

Parece que o Maradona era o maior a ir à linha e chutar.