2009-05-08

i-Tourada


Esta semana tiveram lugar manifestações a favor e contra as touradas, em frente à Praça de Touros do Campo Pequeno (ou Campo Piqueno, como lhe chamam algumas aficcionadas de Cascais), com betos e campinos de um lado e meninos mui civilizados de outro.

A minha opinião em relação a estas e às outras touradas é no fundo uma não-opinião, ou seja, qualquer coisa entre o "dá-me pena" e o "mas tou-me a cagar". Por um lado, porque respeito os animais e sou contra o sofrimento que lhes é imputado; por outro, porque não acho que seja assim uma barbárie tão desumana que deva ser proibida para todo o sempre. E porque gosto que os betos andem bem-dispostinhos lá a fazer as coisas que eles fazem. E porque aceito a tourada como uma manifestação cultural, e coiso, se bem que o que eu gosto mesmo é de ver pessoas a levar marradas daquelas ali em cima. Eles dizem que dói e que não gostam, mas não explicam o porquê das calças de lycra e isso para mim será sempre um mistério...

Mas o que interessa é que eu tenho uma solução: Touros Digitais.

Arranjavam-se hologramas digitais de touros e mandava-se o Bastinhas espetar bandarilhas como naqueles jogos da Wii. Não é genial? Não só não se perdia a tradição, como se inovava. Mas como no fundo sou uma pessoa conservadora, defendo que as marradas deviam continuar a existir, bem reais, podendo para o efeito ser usada uma retroscavadora adaptada ou mesmo uma Famel.

O Futuro está nas Ganadaria Digitais, meus amiguinhos. Ouçam o que vos digo.

.

30 comentários:

  1. Foi um toiro que'o enrrabou num dia d'infelicidade, nunca mais o montei e não sei se o farei tal é a saudade!

    Olé! Olé! Olé!

    OLÉ, O CARALHO!

    ResponderEliminar
  2. Marradas, para mim, só marradas de pila mesmo.

    De resto, adorava que alguém se passasse e passasse (sim, foi de propósito) a cavalo pelo Bastinhas e lhe aviasse uma farpada nos costados e depois berrasse "Eh, toureiro lindo! Olé!", isto enquanto o Bastinhas começava a sentir a dor que é ter um naco de aço a trespassar-lhe o pulmão direito.

    Eu sei que não só aplaudiria esta demonstração de "beleza, arte e tradição", como também atiraria rosas aos pés de quem tinha perfurado o Bastinhas.

    ResponderEliminar
  3. Em adenda, informo que aquelas marradas de pila são de cá para lá, e nunca de lá para cá.

    ResponderEliminar
  4. eu acho que a ideia de um jogo de touradas para a wii é uma boa. escreve para a nintendo, diz-lhes que há um grande mercado.

    aproveita e diz-lhes para não se esquecerem da minha ideia para o jogo para o sector feminino "wiijobs" e "wiildo"

    ResponderEliminar
  5. Anónimo16:23

    Para mim resolvia-se o problema substituindo os animais por pessoas nascidas entre 20 de Abril e 20 de Maio. O que se perdia em força bruta ganhava-se em espectacularidade e comédia e toda a gente ficava contente.

    ResponderEliminar
  6. Rapazes, começo a nutrir uma especial simpatia por vocês...

    Há lá coisa mais bonita do que ver um forcado com um corno espetado no rabinho?

    ResponderEliminar
  7. eu hoje estou lento, por isso peço-te um pouco de paciência, anónimo. podias dizer-me porquê apenas pessoas nascidas entre 20 de abril e 20 de maio?

    ResponderEliminar
  8. Pelo Signo, A, pelo Signo!

    ResponderEliminar
  9. Acho que ele ainda não chegou lá, Pwfh.

    ResponderEliminar
  10. obrigado, amigos. mas agora sinto-me triste. :(

    ResponderEliminar
  11. Anónimo16:54

    Deixa lá, A, ninguém com um cromossoma Y deve saber coisas sobre signos. Eu próprio pus a minha sexualidade em causa imediatamente após ter escrito aquilo.

    ResponderEliminar
  12. verdade, eu até com o meu signo tenho dificuldades. dizem-me que sou balança, mas eu tenho quase a certeza que sou é virgem.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo17:05

    O toureiro da fotografia também era. E "era" é a palavra chave.

    ResponderEliminar
  14. Basicamente, foderam-lhe o... signo.

    ResponderEliminar
  15. Anónimo17:16

    Acho que o planeta alinhado com o signo dele nesse dia era Urânus.

    ResponderEliminar
  16. Este touro sempre ambicionou um lugar como rabejador mas não lho deram...

    ResponderEliminar
  17. E o número da sorte era o "de 4".

    ResponderEliminar
  18. Anónimo17:20

    E quando ele leu no horóscopo:
    "Trabalho: prepare-se para surpresas desegradáveis
    Vida amorosa: nunca mais será a mesma"
    devia ter desconfiado e metido baixa.

    ResponderEliminar
  19. Era um touro cool, estava sempre a dizer: "Up yours!"

    ResponderEliminar
  20. Ou "Não vejo a ponta de um corno".

    ResponderEliminar
  21. Anónimo17:32

    Ou "Me so horny".

    ResponderEliminar
  22. ou "bandarilhas? bullshit!"

    ResponderEliminar
  23. Anónimo17:57

    Ou "Olá Donaldim" e depois, claramente mexendo as beiças e em falsete, "Olá".

    ResponderEliminar
  24. E em casa de toureiro, espeto de corno.

    ResponderEliminar
  25. Epá... Cheguei atrasado aos comentários do meu próprio blog...

    Sou mesmo uma merda.

    ResponderEliminar
  26. Até lhe saltou a tampa!

    Pica, pica... c'até chegares aos miolos ainda tens muito que picar!

    ResponderEliminar