2009-06-30

Camónes, babes, babes allright


Toda a gente sabe que os turistas ingleses que vêm para Portugal são em geral os mais rascas de que a Rainha dispõe para nos enviar. E então os espécimens com que me deparei ultimanente, são efectivamente uma Real Cagada.

Em Cascais, no concerto de Mariza, fiquei à frente de um casal de ingleses daqueles que já falam português e tudo, assim rosadinhos e luzidios. E o sacana do velho implicou que eu era alto demais para estar à frente dele e chuta um you are too tall, can't you see that?, como se eu tivesse culpa de a minha mãe me ter dado Farinha 33 quando eu era mái novo...

Eu, do alto do meu british accent, sugiro-lhe educadamente: fuck off!, coisa que o indignou ainda mais, mas que estranhamente também o acalmou, talvez por não querer levar na tromba ou assim, não sei bem.

Mas a queixa deste gajo não se compara às alarvidades citadas pela revista Sábado a partir de um artigo do The Daily Telegraph, simpaticamente enviado pela minha amiga Borboleta. Coisinhas como:

"O topless devia ser banido. O meu marido passou o tempo todo a olhar para outras mulheres"

"O meu noivo e eu reservámos um quarto com duas camas, mas fomos colocados num quarto com cama de casal. Agora estou grávida e considero-vos responsáveis (...)"

"Os lojistas são preguiçosos por fecharem à tarde. Eu preciso muitas vezes de comprar coisas durante o período da siesta - isso devia ser banido.

"Havia demasiados espanhóis no local. A recepcionista fala espanhol e a comida é espanhola.", disse e com razão um cámone depois de ter passado duas semanas de férias em praias espanholas.

"Ninguém nos disse que havia peixes no mar. As crianças ficaram assustadas."

"A vossa areia era amarela, a verdadeira era branca.", queixa-se um beef, devido à foto do catálogo da agência não corresponder à cor esperada.

E a melhor queixa de todas: "A praia tinha demasiada areia."

.

63 comentários:

Jordão disse...

Excelente como sempre. O Candilhes tomou a liberdade de copiar parte do texto mas devida referência, espere que não fique muito chateado!

tiagugrilu disse...

Nada. Aliás, mesmo que ficasse, seria um contrasenso queixar-me...

- Mas agora que falo nisso, acho que a Madeira tem demasiada água à volta, pá. Isso devia ser banido.

Morrer em Magenta disse...

enfim...quase inacreditável...puro white trash!!! Ou então estavam a tentar ser cómicos.

Alexandra disse...

Não sei se por ter vivido no Algarve e ao longo da infância e adolescência ter ouvido muitas alarvidades como estas (e piores, só a poluição visual que acarretam é suficiente), é mesmo um povo que não suporto.

tiagugrilu disse...

- Também pode ser isso, mas olha que há muito boa gente lá para os lados da Grã-Bretanha que não tem a noção de nada.

Basta olhar para a programação dos canais ingleses. Encostam a TVI a um cantinho.

tiagugrilu disse...

Eu não tenho nada contra nenhuma nacionalidade, mas há exemplares de algumas que realmente me moem o juízo, como é o caso dos cámónes que se julgam superiores a nós por terem mais papel.

- Sou um prepotentofóbico.

A disse...

ahahahha, eu moro com um!

tiagugrilu disse...

Com um cámóne? Ou com um tipo inglês que é inteligente, simpático e boa pessoa?

- É que são coisas diferentes...

Bock disse...

AH, AH, AH!
LINDO!

Alexandra disse...

Tenho contra precisamente todos os que se acham melhores que nós.

Mas embirro especialmente com camones e belgas.
Provavelmente, por ter sentido na pele esse impropério.

Os belgas são de uma beleza de fugir, desengonçados, fisicamente mal feitos. Têm uma comida que não sabe a nada, daí viverem do chocolate e das Wafles. Acordam às 5 da manhã, passam a vida em cima de uma bicicleta e, para se divertirem, tentam imitar os portugueses. Só para isso, porque o tuga é um ser escuro e inferior (apesar de muito apreciado pelos dentes delas).

Sinto ainda um certo asco por americanos.

Geralmente, apercebo-me que não somos assim tão incultos quanto por aqui se acha.

Trabalhei com indianos no ano passado e agora nem pintados de ouro.

Ok, sou xenófoba. Logo eu que era tanto "we are the world" e CENAS do género.

A disse...

ele é do país de gales, logo também odeia camones. logo... nem sei porque é que disse que morava com um, espero que ele não me tenha lido. mesmo só sabendo dizer bacalhau, tremoços, minis e "mostra-me as mamas, por favor" uma pessoa nunca sabe se ele vai perceber que estou a falar dele.

A disse...

não te preocupes alexandra, eu tenho algo contra todos.

tiagugrilu disse...

Não sabia disso dos belgas. Humpf!

- Nunca mais como guylian nem bolachas belgas*

*O que disse ali atrás é apenas uma frase vã e desprovida de promessas ou juras.

Nawita disse...

Ah ah ah ah ah ah ah!! O meu cunhado é belga!!!
Adoro Bruxelas, mas só pela cultura e o convívio e os bares e assim, a comida é mesmo horrível.
Americanos, pois os que conheci são uns apetitosos que vieram estudar um ano na Europa! Não estou a falar dos mórmones.
São simpáticos, desde que não se lhes dê muita conversa ;)
Indianos, africanos… é um problema de cultura, penso eu.
Reclamo muito do nosso país, mas não o troco por outro, não há nada como estarmos na nossa própria terra.

Ainda ontem mandei bugiar um irlandês prepotente, preferi não lhe vender nada a ter que aturar a mania de que ele é que sabe tudo e nós somos uns atrasados.

Ó Alexandra, quantos anos de cadeia podemos apanhar por refazer o retrato a um bife com uma motosserra?

Alexandra disse...

Isso não é arte?

Ainda levavas uma condecoração.

Isa disse...

E os chineses? que se instalam em qualquer lugar e recusam sequer a aprender o básico da cultura do país onde se instalam?

Nawita, tenho um cunhado americano e parece-me boa pessoa, secalhar porque está cá há muito tempo.
Mas o que detesto mesmo são os estrangeiros que cá vivem ( não estão só de passagem) e têm como hobby dizer mal do país que escolheram para viver ... como se alguém os tivesse chamado!

isa disse...

Ou têm os filhos em escolas estrangeiras e dizem mal do nosso ensino ( que por acaso até tem os seus defeitos) mas como se tivessem algum conhecimento de causa. Tenho tido discussões inflamadas sobre isso ...

Pronto, já me calei.

Nawita disse...

Alexandra,
Adoro medalhas!! Vou meter mãos à obra:):):)

Isa,
Boas pessoas há de todas as nacionalidades, infelizmente nós levamos é com o lixo deles, típico, Portugal fazia o mesmo com as ex-colónias :)

Tens razão vão reclamar para a terra deles. aqui temos muitos residentes, sabes que há zonas “protegidas” onde não se pode construir, e cada dia que passa aparecem mais vivendas nessas mesmas zonas, o dinheiro fala sempre mais alto.

Os residentes (como se auto denominam) não nos trazem mais dinheiro, as empresas que tratam das obras e das casas nem são portuguesas. Andam a dar cabo da paisagem a fazer casas que são habitadas 15 dias por ano se tanto.
Não tenho nada contra a bifalhada, apenas fico triste por ver o algarve a vender-se desta forma.

também me vou calar :) bom apetite!

isa disse...

Nawita,
Mandava-se "lixo" para as ex-colónias? percebi bem?
bom almoço

AD disse...

Não vamos escamotear responsabilidades. O que não faltam aí são praias com demasiada areia. E o governo nada faz.

isa disse...

Porque secalhar é areia amarela! não é verdadeira e portanto não serve!

Nawita disse...

Isa,

No inicio, no inicio. E era mais escumalha. Todos eles faziam isso, França, Holanda, Inglaterra.

AD,

LOL

grassa disse...

Não sei se se lembram, mas na Costa da Caparica haviam, aí há uns meses, demasiadas paredes nas edificações à beira-mar.

Mas isso foi antes do pessoal se queixar ao Atlântico e ele "O quê?! Então 'pera aí que eu já trato disso".
E tratou.

tiagugrilu disse...

Quem, o ex-namorado da Marina Mota?

tiagugrilu disse...

Bem, estou a ver que tenho que limpar o tasco, que vocês deixaram isto cheio de cascas de amendoim e nódoas de carrascão.

- Não acho que se deva generalizar nacionalidades. Existem alguns milhões de portugueses com quem não me identifico minimamente e se fosse Sueco e me deparasse com eles cuspia-lhes para cima se me fosse possível. Lembro-me agora da minha antiga professora de Estudos Sociais, por exemplo.

Agora há, de facto, conjuntos de pessoas que para onde quer que vão, deixam o seu país de origem (qualquer que seja) extremamente mal visto.

- É um pouco como conhecerem os portugueses por exemplos como o Abel Xavier, vá.

isa disse...

-Sou o Oceano Atlântico e esta é a minha namorada, a Marina!
-Muito gosto, Marina donde?

AD disse...

Não foi o Soares que levou um sopapo na Marina Grande?

grassa disse...

Não é difícil dares um sopapo no Mário Soares.

Com o tamanho das bochechas dele, acho que basta abrir os braços com um bocadinho mais de força.

Alexandra disse...

Eu gosto de generalizar para depois haver sempre um tontinho a dizer que não se pode generalizar.

É tiro e queda.

Isso e apanhar gambozinos.

tiagugrilu disse...

Generalizarás até que a voz te doa?

Nawita disse...

e feijoada de buzinas? não?

A disse...

esta alexandra é lixada! agora vejo a falta que o lexandra me faz.

A disse...

se eu não fosse ser mesmo adepto de generalizar, até teria caído na esparrela.

uma coisa que ficou por dizer por parte da isa: que é que pensas dos iranianos que vêm para cá roubar-nos as mulheres? isto antes do bispo de lisboa as ter avisado que não se deviam meter nessas coisas, claro.

grassa disse...

Eu sou muito específico nas cenas que generalizo.

Alexandra disse...

A voz ou os vossos ouvidos.

A,

Lixada, não. Polida.

O lexandra é o conduto. Assim és o pão sem o chourisso.

A disse...

sabes que essas coisas que dizes me deixam triste? sabes que também eu tenho sentimentos e um coração, não sabes?

Alexandra disse...

Eu não tenho sentimentos, tenho um coração sentido.

A disse...

oh... assim não tem graça estar triste.

Alexandra disse...

Pois, como disse, não tens chourisso!

A disse...

bem... agora acho que estás a passar um pouco das marcas, alexandra. brincar é muito bonito, mas tudo tem os seus limites.

isa disse...

A, da parte da Isa não ficou nada por dizer ... nem sei nada disso dos iranianos e de virem cá roubar seja o que for. Nem conheço ninguém que saiba ...o que são iranianos? alguém sabe?

grassa disse...

Chamaram?

A disse...

bem, eu já estou com os azeites.

Alexandra disse...

Mas os azeiteiros não estão contigo.

grassa disse...

Estás com os irmãos Gallo?

A disse...

...mulher cruel, porque é que me tratas assim!? já não bastava teres-me tirado o chourisso?

A disse...

não! estou com o que ficou santo e o outro.

A disse...

sendo que o outro é uma marca de azeite engraçada, e vão ter de se acreditar em mim que seria engraçado.

tiagugrilu disse...

Ok. Por mim tudo fixe, pode ser engraçado.

- Já vos disse que o azeite Gallo é ali da minha zona?

- E que se eu quisesse mijava em todas as oliveiras da minha zona e vocês teriam azeite com um elevado grau de acidez?

Não?

É porque me esqueci.

grassa disse...

Mudar a água às azeitonas numa oliveira é poético.

tiagugrilu disse...

Olha pois é!

:)

Alexandra disse...

Ahahaha!

Já vos disse que a minha familia alentejana é uma grande produtora de azeite?

Já?

Não?

Então é porque não é.

tiagugrilu disse...

Epá, cantavas-me aos ouvidos se dissesses que eram grandes produtores de vinhos. Mesmo que fosse mentira.

Agora azeite... Bah. É preciso beber muito para sentir uma mocazita ligeira. Mas bomita-se bastante, isso bomita-se.

A disse...

Ahahaha!

Já vos disse que a minha família minhota é uma grande produtora de papas de sarrabulho?

Já?

Não?

Então é porque papas de sarrabulho é coisa que não existe.

Alexandra disse...

Só se contares com o decilitro que fazemos de aguardente com os poucos medronhos que aparecem ao lado das oliveiras.

isa disse...

Deixa lá, A ...

Alexandra disse...

Uma vez o meu irmão apanhou uma bebedeira com a quantidade de tomates que comeu no terreno do meu primo.

Bem, não foi bem uma bebedeira mas rimava!

A disse...

estou a ver que usaste muitos eufemismos nesse comentário, alexandra.

Alexandra disse...

Ehhh, calma! O meu irmão é macho!

Ok, tirando as vezes que o convenci a vestir-se de miúda para ter uma amiga com quem brincar.

tiagugrilu disse...

Tomates no terreno do primo.

- Um dia destes está a apresentar o Bom Dia Portugal...

Silvia disse...

Eu não tenho nada d especial contra os camónes, mas se há coisa q me irrita são os "Ávec's", ou seja os emigrantes tugas franceses! Qdo eu andava no Iade trabalhava em part-time numa loja, e apanhei c mtos q vinham cá d férias, q iam lá á loja e n falavam português d propósito, armados em grande merda d gente, e só o faziam qdo n conseguiamos perceber o q queriam!

tiagugrilu disse...

Jean Pierre, vien ici...

Jean Pierre, vien ici, je t'ai dit!

Jean Pierre vens já ici, senão levas uma lambada nas trombas...

Silvia disse...

Oui, tré bien!