2009-08-12

Grand Finale


What's the mind's of your splinters, young flyings o'clock's?

Foi com esta mensagem de paz que Bruno Nogueira encerrou no passado domingo a 3.ª Temporada d' Os Contemporâneos.

Brilhante. Alvíssaras a quem permitir a continuação do programa.

[Vejam ao minuto 39:20. Epá... vejam mas é tudo.]

.

13 comentários:

AD disse...

A música era altamente. Tal como já tinha sido o Nhé Nhé Nhé da série anterior.

tiagugrilu disse...

Pois era.

Ze-ne-me-na-za-mana-findin'a waaaaay...

findin'a waaaaay...

findin'a waaaaay...

Bock disse...

WTF???

É nestas merdas que a minha tele-exclusão se torna quase incómoda... Estou às cegas.

tiagugrilu disse...

Tens aqui a música:

http://www.youtube.com/watch?v=q_35V0foZxw

tiagugrilu disse...

AD,

Encontras aí o link do Nhe Nhe Nhe?

AD disse...

Está aqui.

tiagugrilu disse...

Obrigado. A minha gaja agradece.

O Markl é mais engraçado a fazer aqueles movimentos na rádio, não é?

Bock disse...

Não posso ver iutubis aqui, pá.

Taindes janados.

Mas vou guardar. Para mais tarde.

Grato.

AD disse...

Vale nem que seja pelas perninhas do Bruno.

tiagugrilu disse...

É mesmo. Mas gosto mais deste último. Até porque o Markl faz a única coisa que sabe fazer bem em televisão (e foi ele que o disse): a imitação de uma orca.

Nawita disse...

Largada de ex mulheres na praia da rocha! Muito giro! Tenho que ir ver ao vivo:)
Afinal sempre se diz “espilro”!

tiagugrilu disse...

"Espilro" é uma das minhas palavras preferidas, pá.

O Bruno Nogueira tem uma capacidade impressionante de puxar pelo mais genuíno de cada português entrevistado. Coisa que eu faço muito por esses tascos fora, mas só por desporto.

Nawita disse...

Estou a ver isto aos poucos.
opá, e a senhora que disse que chorava lágrimas muito amargas? Caramba! Se fosse eu no lugar do Bruno tinha começado a chorar!

Não percebi nada do menino da lágrima! Eles estão a falar português? Mas olha que o quadro de família ficou muito bom!
Sabes o que mais admiro neles? Não têm medo do ridículo! São fantásticos! E o que faz o personagem “vai masé trabalhar” é todo giro pá!!