2009-09-10

From Coimbra with love


A senhora da imagem acima foi hoje condenada a 1 ano de prisão efectiva. E porquê? Pela mesma razão de estar a olhar com muita atenção para o retrovisor a ver se não vem lá a polícia, e de já ter pintado o seu carro de outra cor para os sacanas não a reconhecerem.

É que a 10 de Agosto, enquanto conduzia o seu automóvel a caminho de mais uma aula de código, foi detida pela 37.ª vez, por falta de habilitação legal para conduzir.

"Tenho tido azar", disse ela ao Expresso, depois de explicar que só em multas já gastou para cima de 5.000 euros.

Quantos de vós já foram apanhados 37 vezes COM carta? Poucos, certamente. Mas vocês não vendem fruta, que é o que lixa a pessoa...

A notícia do Expresso diz tudo, muito melhor do que eu diria.

.

21 comentários:

AD disse...

"Tenho tido azar" é genial...

Morrer em Magenta disse...

:0

Já acredito em tudo...há pessoas que são talhadas para que acontecimentos de um num milhão lhes saírem sempre na rifa...

Bock disse...

é uma história genial.

agora que releio ali uns comentários do grassa mais abaixo... é caso para dizer que esta história vai ficar nos anais dos fenómenos surrealistas deste país.

tiagugrilu disse...

Se ela fosse um gajo, isso era mais provável. Lá na prisão, e coiso.

isa disse...

Há duas coisas de que não prescindo, diz ela: do carro e do telemóvel.

Portanto,estamos conversados!

(alguns dos comentários à notícia também estão engraçados).

Silvia disse...

Sem dúvida, aprender a conduzir no mato a preparou para a "locura" do dia-a-dia na cidade. Olha quem me dera a mim ter andado a desbravar mato nas minhas aulas de condução, num Mini, isso sim é emoção, agora andar no meio da cidade...

Nawita disse...

Coitada da senhora! Isso é perseguição, andar atrás dos pobres que precisam de trabalhar em vez de andarem atrás dos verdadeiros bandidos!

tiagugrilu disse...

Mas vendo bem as coisas, a senhroa até tem alguma sorte. Se em Portugal fosse necessária uma licença para usar telemóvel podia ter sido bem pior.

isa disse...

Eu não sei se ela sabe, mas para vender fruta também é preciso licença.

tiagugrilu disse...

Eu acho que ela faz um inventário daquilo que não se pode fazer sem licença, para depois ir fazê-lo fora da lei.

Deve andar de mota de água enquanto caça patos e pesca trutas, ou assim.

Nawita disse...

a senhora precisa de adrenalina, de viver à margem da lei!

tiagugrilu disse...

Para quê, se ela já vive à margem do Mondego...?

(tão fraquiiiiiiinha...)

Nawita disse...

euh... pois!

Parece que este fim-de-semana vai estar bom tempo! se assim fôr vou comer umas trutas à margem do Arade!

tiagugrilu disse...

Isso é tããão parecido com:

Parece que este fim-de-semana vai estar bom tempo! se assim fôr vou comer umas putas à margem do Arade!

Nawita disse...

Ah ah ah ah!
Estou a ver que conheces Portimão! Ou pelo menos a fama!
E os marinheiros que vão engatar rapazes no “Boémio”? aqui no Allgarve gostam de satisfazer o turista!

tiagugrilu disse...

Ahahahahah...!

Para dizer a verdade, atirei ao calhas, porque as ditas estão por toda a parte, pá.

Agora essa do Boémio não sabia. Tenho que dizer ao meu sogro, que é marinheiro.

Nawita disse...

É muito triste, já não se pode andar a pé ali na zona sozinha!

Tens a estação dos comboios, uma pensão duvidosa, o bar “1 2 3” que é uma casa de meninas, o pólo da Universidade do Algarve, a igreja das testemunhas de Jeová, o Boémio (onde vi o meu primeiro show de streap tease masculino) e campo aberto com eles/ elas e traficantes a oferecerem mundos e fundos!

tiagugrilu disse...

Uma terra pacata...

tiagugrilu disse...

OU

Uma terra pachacha...

Nawita disse...

:):)

Acho que é mais isso! Daí o “chacha beach”!

tiagugrilu disse...

AHahahahahahahahah!

Muuuuuuuito Boa!