2010-08-05

Rádio Quelube


Segundo o Público, foram 36 pessoas para o desemprego devido à alteração do âmbito do Rádio Clube Português, e agora passámos a ter a única rádio mesmo fixe em Portugal.

Agora que já sabem a receita, é despedirem 36 pessoas na RFM, 36 na Antena3, 36 na Comercial, 36 na Renacença, e 72 na Mega FM. Sim, aqui é melhor despedirem o dobro das pessoas, só naquela de não arriscar.

.

38 comentários:

A disse...

não despeçam ninguém da mega-fm, ou ainda vão poluir outras rádios. ali é que eles estão bem, de quarentena a estragar apenas uma frequência.

tiagugrilu disse...

Detesto radialistas que abusam da confiança.

- Nem conhecem um gajo e começam logo a conversa a tratar-nos por tu, comós bêbados.

Canuca disse...

E na M80 deixem estar como está, n metam lá mais ninguém s.f.f....

tiagugrilu disse...

A única coisa que curto da Mega FM é poder imitar os separadores deles apenas mudando o nome da rádio para Merda FM.

Experimentem. That's good fun.





Vá, não é assim tão fixe, mas é bacano.

Canuca disse...

Vou tentar....até porque n tenho nada que fazer e estou quase a adormecer...

Nawita disse...

:(
não posso fazer, não conheço essa radio.
posso fazer o mesmo mas com a radio foia?

tiagugrilu disse...

"Pó...
de arroz...
do teu arrozal"

Nawita disse...

"Pó de Arroz
Não faz nenhum mal
É de arroz integral
Infernal, quando chegas com
Todo o teu arroz"



Oh meu deus! és mesmo tu?

Nawita disse...

“Telepatia
Silêncio calma
Feitiçaria
Da tua alma”

Ai, quem me dera ter rádio!

tiagugrilu disse...

Clica no link, pá...

Nawita disse...

Que horror! Eu a ouvir rádio?
Não estas a perceber, eu gostava de ter uma estação de rádio, só MINHA, onde só se ouvia o que eu quisesse.
Começava pelos fantásticos Fraggles!

Gata das Botas disse...

Grilu,
os radialistas tratam-te por tu comós bêbados, mas pelo menos não te abraçam nem dizem que gostam muito de ti e que és o melhor amigo deles. Nem te enchem de perdigotos.

Vani disse...

RACISTAS!

toda a gente sabe que eu não oiço radio.

pq é q foram falar de ouvir rádio?

Bock disse...

AH, AH, AH, Gata!

Nawita disse...

Para todos os assalariados que, como eu, estão trancados a fingir que trabalham, ou que apenas não têm dinheiro para ir de férias, aqui vai uma música das espaventosas Bananarama!
Reparem nos modelitos :p
Epá, lembram-se do gelado de banana da olá? Vamos formar um grupo no facebook para o fazer voltar?

O quê? Preferem trabalhar?

tiagugrilu disse...

Gosto da palavra "radialistas". Empresta logo um cheiro a mofo, mesmo que os sujeitos tenham 19 anos.

A disse...

nawita, tás a falar do popsi, que tinha um palhaço como boneco? este?

não me lembro

Nawita disse...

A,

não consigo ver nada.

confesso que não me lembro do nome do gelado, a verdade é que não gostava dele, não gosto de banana.

tu és mais krisspi, não é?

AD disse...

Isso dos bêbados é um mito. Eu pelo menos só conheço pessoas que quando bebem demais ficam extremamente parvas e/ou beligerantes. E, em qualquer dos casos, acaba tudo à porrada.

Gata das Botas disse...

E no final da porrada não se abraçam todos uns aos outros e choram?

AD disse...

Os homens não choram, pá!

AD disse...

Por isso é que são homens.

AD disse...

Caso contrário eram mulheres.

Gata das Botas disse...

Ah...

Nawita disse...

não choram, dão apenas abraços com mãos irrequietas, que demoram um pouco mais do que devido, olham-se nos olhos enquanto passam a mão pela face do amigo...

são muito físicos, muito machos.

AD disse...

Os teus amigos gostam de Madonna e de Lady Gaga, não gostam?

Bock disse...

Nawita... essa conversa é um bocado esquisita.
Estás a relatar certamente a última saída do Tiago, do Grassa e do AD, verdade?

Já agora... há lá avatar mais abichanado que uma espermatozóida, pá? Onde é que foste buscar isso???

E eu cá - descontando cortar cebolas que não vale - choro. A última vez foi já há uns bons 10 anos. A culpa foi do Richard Zimmler esse paneleirão de primeira apanha.

Vani disse...

e os homens tb são...%$%##&//$$#%%

pode-se dizer palavrões aqui? sei que entre o teu tasco e o chouriço ainda há uma distância no que respeita à javardice.

Vani disse...

já vi muitos homens chorar...

(e, sim, tb já fiz uns qtos chorar)

Vani disse...

nawita, conheço moças que tb são assim...

A disse...

deves ter razão, bock. eu fui à penúltima saída e foi exactamente assim.

já não fui à última saída.

Nawita disse...

um verdadeiro macho e filha da puta, chora sim senhor. há mulher que resista a lágrimas de crocodilo?
não, não há, sei o que digo.

AD,
os meus amigos gostam de mim :p

eu falo do que vejo quando vou aos bares, entregar panfletos sobre o verdadeiro caminho, o caminho da luz e do jesus.

Bock,

os gajos tocam-se bué quando se juntam. eu acho isso muito bonito, eu faço o mesmo, sobretudo quando são musculados e com gluteos firmes e...

...


...


ah, o meu avatar? é gay como eu :)
fofinho e florido :p

Nawita disse...

Vani,

conheces moças que são como?

se é como estou a pensar, não precisas de responder.
manda fotos para os rapazes.

não queres vir à praia da rocha esta noite para veres como os gajos são?

Nawita disse...

A,

és um cortes, como é que os rapazes brincam aos comboios sem maquinista?

Bock disse...

Nawita, tenho cá para mim que o A vai fazer de túnel.
toda a gente sabe que não há joguinho de comboios que se preze sem um túnel.
Escuro.

e isso de os gajos se tocarem bué quando se juntam, não me é nada familiar. Há muito tempo que não vou ao Algarve. Já são todos muçulmanos por aí, e andam, como os turcos e os marroquinos, de mão dada pela rua, a caminho da mesquita para juntarem as cabeçasde uns aos pés dos outros enquanto tecem loadas a Alá?

Gata das Botas disse...

Nawita,
a metáfora do comboio é brilhante. Das coisinhas mais bonitas que ouvi ultimamente.

Bock,
isso de juntarem as cabeças de uns aos pés dos outros é nojento. Das coisinhas piores que ouvi ultimamente.

Bock disse...

É apenas um retrato da realidade, Gata das Botas. Não é isso que se faz lá nas rezas deles?

A religião é uma cena tramada.

Gata das Botas disse...

Epá, não sei. Se mete pés, estou fora. Nem quero ouvir mais nada.