2010-11-04

Tá lá? É de 1928?



Isto está no extra behind the scenes do filme "The Circus" de Charlie Chaplin em DVD. Não acho que seja grande mistério... Este pessoal do cinema sempre teve a mania que tinha que ter tudo primeiro que os outros.

.

35 comentários:

A disse...

a cena do volume do filme está estragada, pá.

tirando isso: porra!!! ela tá a falar ao telemóvel!? mesmo antes de existirem os telemóveis, as mulheres já sentiam necessidade de passar o dia a falar para eles.

tiagugrilu disse...

Se pesquisares no Youtube encontras o original, que decidi não colocar aqui porque o gajo que descobiu isto é demasiado chato.

- A mulher deve estar a falar com a filha sobre os preços das televisões LED e da banda larga móvel.

A disse...

bem, digo-te já que as pessoas do futuro vestem-se pior que eu.

tiagugrilu disse...

E os sapatorros que ela leva calçados? No vídeo original sugerem que possa ser um homem...!

Nawita disse...

ah ah ah ah ah ah

vinha aqui falar dos sapatos, que número calça a mulher? Credo, que horror!
Ela não está a falar ao telemóvel, é uma lata, se repararem bem conseguem ver o fio. Ou está apenas a contactar com as vozes, como qualquer um de nós.

tiagugrilu disse...

Os telemóveis naquela altura tinham fio, Nawita. Duh...

Vani disse...

Lol, já tinha ouvido falar disso... hoje em dia é muito fácil meter algo nos filmes antigos...

Pffff. A necessidade que o mundo tem de se enganar a si mesmo, é assustadora.

grassa disse...

Não acredito nesta história.

Ainda se lá estivesse um gajo a perguntar-lhe qual é que é o tarifário dela, e ele dizer "Mosh", e o gajo "Mosh ao tipo de 1928!", aí sim.

Agora assim, não.
Ou agora anão, sim.

Uma das duas.

Nawita disse...

Grilu,

não faças "Duh..." a mim.

Eu já viajei no tempo, várias vezes, basta ir à aldeia das sobreiras, ou dos caranguejos.
A Junta de Freguesia / Igreja / Correios / Banco / mercearia / taberna / cabeleireiro / sapateiro e outros serviços, são todos no mesmo lugar, na loja da Dona Ana.

A disse...

no que diz respeito a viagens no tempo: eu auxiliei as forças aliadas a derrotar a Alemanha nazi.. ontem.

eu sei que não há maneira de como o possa provar, terão de acreditar na minha palavra e talvez agradecer-me, porque acreditem, muitos de vós não estariam aqui se não fosse por mim. ah e também me podem agradecer por ter espalhado o boato que Afonso Henriques bateu na mãe.

Nawita disse...

Podes ir ter comigo em 1991 e avisar-me que aos 16 anos não sabemos nada de nada e curtir a vida e deixar as cenas de adultos para os adultos?
Obrigada

grassa disse...

Aquilo não era a Alemanha nazi, André.

Tu é que não podes ver um gajo de bigode ridículo que desatas logo a fazer escabeche.

Vani disse...

Já agora, de caminho a avisar a Nawita, avisam-me a mim tb?

Vani disse...

Ps - mas não me digam que ser adulto
é uma ganda cagada.

Vani disse...

NInguém se oferece para mandar o governo para a p*t* q o pariu? Acho que é um transsexual chamado república; mas o seu verdadeiro nome é capitalismo. Ou mercado, vai dar ao mesmo.

A disse...

não posso fazer isso, o minha máquina do tempo só dá para meter datas espectaculares.

grassa disse...

Tens um máquina do tempo?

Isso é da caralho.

A disse...

sim, várias. uma para o pulso, outra no pc, outra no despertador e até uma no fogão.

Nawita disse...

A,

Fevereiro de 1991 foi um mês espectacular, vai lá ver se não foi.

Canuca disse...

Faço ideia a barbatana da suposta Senhora...

tiagugrilu disse...

Por falar em máquina do tempo, já viram este episódio? Obrigatório.

Canuca disse...

Não vi, n tenho tempo para ver todas as séries que quero ver...

Vani disse...

ah, A, as tuas máquinas do tempo são como as ecobolas, já vi.

Nawita disse...

ah ah ah ah
O Hitler a abanar o rabo!
É incrível como estes bonecos são fieis à História.

Isa disse...

Aquilo é magafone, nota-se perfeitamente. A senhora é que está a usa-lo mal. Há montes de gente que adora meter coisas nosóvidos. Ainda há tempos (muitos) soube dum caso em que a mãe queria por o supositório que o medico receitou ao filho, prás dores de ouvido, no ouvido da criança.

tiagugrilu disse...

Mas já agora esse médico é quem?
O Dr. Cláudio Ramos?

tiagugrilu disse...

Ainda me lembro de odiar supositórios. Era puto e já pensava "foda-se, dói-me a garganta e o cabrão do médico receita-me supositórios, o paneleiro dum filha da puta?"

- Eu vivia numa aldeia onde se aprendem primeiro as asneiras do que o resto das palavras. Como se ensinam os estrangeiros, estão a ver?

Isa disse...

Lóle

aquilo é verídico Grilu. Saiu nos jornais e tudo. Pura ignorância tadinha da senhora e ninguém se deu ao trabalho de sabar se ela estava familiarizada com o uso do medicamento.

Isa disse...

Os supositórios deviam ser receitados exclusivamente a determinados sectores da nossa sociedade. Sem ofensa, sério.É só porque lhes custava menos, não é?

tiagugrilu disse...

Em relação ao vídeo do post, encontrei aqui a explicação mais plausível:

http://www.csmonitor.com/Science/2010/1028/Charlie-Chaplin-time-traveler-debunked-It-s-just-a-hearing-aid

Juntamente com outras duas:

- A pessoa estar com dor de dentes e comprimir algo para aliviar;
- Ser apenas uma pessoa com distúrbios mentais.

(esta última sempre foi a minha explicação para isto)

A disse...

tás a falar dos paneleiros? isso é um bocado desrespeitoso de se dizer dos paneleiros, Isa.

Nawita disse...

ah ah ah ah ah

Epá, na altura ainda não havia aqueles meninos bonitos e lavadinhos que vão fazer estágios nas farmácias?
Aqueles que nos explicam tudo e nos embaraçam à morte?


supositórios e clister, tudo invenção de algum sádico odiador de crianças.

A disse...

em vez de lhe chamar "uma pessoa com distúrbios mentais", preferia que usasses o termo "visionária", grilu.

Isa disse...

Desrespeitoso, não estou a ver porquê A, muito pelo contrário. Quando uma pessoa está doentinha há que zelar pelo conforto dela com extra cuidados. E muito carinho. E fazer-lhe tudo o que ela gosta. porque tá doentinha.

tiagugrilu disse...

A,

Preferias isso porque costumas ir para cenários onde se estão a rodar filmes e fazer "ftshhhiiiiu, ftshhhiiiiu" enquanto entras e sais do elevador a fingir que te teletransportas, não é?