2016-07-15

Vai, Pokémon



Caros Pikachus, como têm passado?  Mais crescidinhos, desde a última vez que vos vi no sofá a ver o Ruca e a jogar Pokémon na Nintendo enquanto comiam as estrelitas? Boa. Já apreciam um bom rabo e um par de mamas gostosas? Ainda bem. 

Então porque raio é que continuam a jogar Pokémon, ali a procurar animaizinhos virtuais em vez de procurarem as miúdas que têm os bons rabos, e as tais mamas gostosas? Os Pokémons dão para apalpar? Não... Tá bem que Pokémon que é Pokémon não chateia tanto a pessoa nem gosta de roupas e de sapatos caros, mas não é a mesma coisa.

No entanto, quem é que eu quero enganar...? Quem joga isto em idade adulta não é propriamente aquele pessoal que sai à noite, faz coisas, está com os amigos, etc. Aliás, se saiu ultimamente à rua foi para ir ter com um Pokémon à Alameda. Sim, descobri aqui que é um dos melhores sítios para encontrar Pokémons em Lisboa. É isso, e putas. Muito Pokémon e muita puta há ali por aqueles lados...

Se formos bem a ver, é apenas lógico: os alunos do Técnico investem demasiado tempo em tecnologia e a procurar Pokémons e depois sexo... só a pagar.

Bem, ao menos fazem-vos levantar a peida do sofá, e sem querer podem até encontrar um espécime humano do sexo oposto e quem sabe rolar um rebolation. Deixa cá ver se já é assim em Nova Iorque, sempre muito à frente nestas coisas. Temos imagens em directo do Central Park:


- Hmmm... Não.

O chinesinho passou pela chinesinha e em vez de mandar o clássico olhar de matador, nem a viu. Havia um Pokémon arredio lá mais para a frente, e devia dar mais pontos. Ou lá o que é se ganha neste jogo. O que não se ganha fiquei eu a saber: berláitadas em chinesas.

Sem comentários:

Enviar um comentário