2008-05-30

Grilus love Ferreira Leite



Se andasse no 7.º ano e a Manuela Ferreira Leite fosse minha colega (mais velha, para aí do 11.º) eu escreveria "Grilus love Manuela Ferreira Leite" a corrector nas paredes de toda a escola. E nas mesas e nas portas e nas janelas e nas casas de banho e no ginásio e nos espaldares do ginásio. Escrevia "love" e não "love's", porque o verdadeiro amor não conhece gramáticas.

Se andasse no 7.º ano e a Manuela Ferreira Leite fosse minha colega, ia procurá-la nos intervalos e levava-lhe metade da minha sandes com Tulicreme. Ia encontrá-la junto dos mais velhos, nos bancos de cimento a falar de política e de como ganhar as eleições para a Associação de Estudantes. Mas eu não ouvia nada, só pensava nela, como o outro da canção da Madalena Iglésias.

Se andasse no 7.º ano e a Manuela Ferreira Leite fosse minha colega, pedia-lhe uma fotografia tipo passe e andava sempre com ela na carteira, até ficar colada ao plástico.

- Isto tudo porque li na primeira página de num jornal diário alguém dizer que "Manuela Ferreira Leite é mais doce do que se pensa"

Coisinha fofa.

6 comentários:

Bloga-mos disse...

Não gosto nada da gravata da senhora.

tiagugrilu disse...

A mim é a barba dela que me faz impressão. Deve picar.

António disse...

Bom bom tinha sido um post acerca do abocanhar da haste ocular por parte do Santana Lopes.

tiagugrilu disse...

Tens bom remédio, António. Usa a imagem e faz um.

António disse...

Olha agora, só por causa do tom, não faço. Até ia fazer mas já não faço. Um gajo elogia a escolha da imagem e é isto que ouve? Não faço.

tiagugrilu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.