2009-01-19

Barack Chibanga


Anda meio mundo a fazer uma enorme festa pelo facto de termos finalmente um presidente dos EUA com uma cor de pele diferente. Respeito isso, mas quero em primeiro lugar relembrar que já tiveram um, de pele dourada, de seu nome John F. Kennedy, que toda a gente invejava antes de saber que a bela coloração se devia à doença de Addison.

Em segundo, reitero o que já disse aqui. Obama é preto, mas é branco socialmente. O que quero dizer com isto é que Obama era uma aposta ganha ainda antes das eleições, precisamente pelo facto de representar uma mudança total, exactamente aquilo que os EUA ambicionavam.

Muito diferente é a história de Ricardo Chibanga...:

A única hipótese de um miúdo nascido num bairro pobre de Lourenço Marques na década de 40 vir para "a grande cidade", era jogar à bola e ter a sorte de ser visto por um olheiro do Benfica, do Sporting ou do Belenenses. Chibanga ainda tentou, mas não tinha nascido para os relvados. Tinha sido talhado para a arena, mas quem o talhou, pintou-o de preto e não de branco.

A paixão deste homem levou-o a conseguir quebrar barreiras raciais, pouco a pouco, primeiro toureando em Moçambique depois em Portugal, Angola, Espanha, México, França, Inglaterra, Venezuela, Canadá, EUA, Indonésia e China.

Tornou-se um dos maiores toureiros de sempre e hoje é quase completamente desconhecido, mas é um homem que pode afirmar que viveu o seu sonho. Actualmente é empresário na área da tauromaquia e vive... Na Golegã.

Para quem ficou interessado, têm mais e melhor info aqui e aqui

.

10 comentários:

PWFH disse...

Xiiiiiiiii o grande Chibanga! Aínda há pouco tempo estive a almoçar num restaurante em Torres vedras onde tinham um poster de uma tourada com o Chibanga como cabeça de cartaz.

tiagugrilu disse...

Eu fiquei a saber da sua existência porque acordei no sofá da sala e estava a dar na RTP Memória um documentário sobre ele. Aí de 1970...

Ess poster era para fotografar, meu... Imagino CHIBANGA escrito com aquelas letras enormes e ao estilo da tourada. Deve ser lindo.

PixaComXis Produxões disse...

O homem que se ajoelhava e beija os cornos do touro!

PWFH disse...

O gajo a chamar o touro devia ser qq cxoisa do género:
Cumé toiro anda cá ao mano, pa te espetá esse mambo, andá brodé, tranquilo...

tiagugrilu disse...

Foda-se! Já não me ria assim desde que vi a foto do José Cid com o disco de ouro.

"pá te espetar esse mambo" é sublime!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

tiagugrilu disse...

Ou então: "Ô touro, diz aí as hora..."

- E gamava-lhe as bandarilhas.

CBlues disse...

Já tinha ouvido esse nome mas não fazia ideia que era um toureiro. Normalmente é pessoal "bem" que costuma "dignificar" a nobreza do animal.

Opa PWFH, adorei! Depois fazia aquele andar enviozado numa de fintar o bicho.

tiagugrilu disse...

Tinhas ouvido o Professor Chibanga, pelo RAP.

Ya, o gajo ia coxear direito ao touro, com as etiquetas da roupa de fora, para o bovino ver que eram gamadas e ter medo.

grassa disse...

E com meia calcinha de licra arregaçada na perna esquerda.

tiagugrilu disse...

E a ouvir música do telemóvel de 3.ª geração, que a apesar de o ser, soa à telefonia que o meu avô tem na horta.