2010-10-25

Short Message Service

18 comentários:

  1. Gajo esperto!

    Sim, que fica mais barato comprar um selo do que enviar um sms para um número de valor acrescentado!

    ResponderEliminar
  2. Era o que eu ia dizer, pá.

    ResponderEliminar
  3. Era o que eu ia dizer, pá.

    ResponderEliminar
  4. E ia dizê-lo duas vezes.

    ResponderEliminar
  5. Pergunto-me como conseguirá a televisão passar a sua mensagem de procura da verdade e do conhecimento quando comparada, por exemplo, com a pasta de dentes que garante dentes mais brancos e um hálito fresco. Sim, como?

    ResponderEliminar
  6. Fixe era o carteiro entregá-la em mão nos estúdios da SIC e em vez de "boa tarde, aqui tem", emitir um profundo "Tiiiii-tiiiit...! Tiiiii-tiiiit...!"

    ResponderEliminar
  7. Opá, era tão fixe escolhermos um número alvo e iniciarmos um movimento de sms's destes!

    ResponderEliminar
  8. Vá, pronto, podia não ser fixe, mas que era engraçado e inovador, lá isso era!


    Não era?

    ResponderEliminar
  9. Isso parecia-me altamente, mas acho que já não sei escrever sem ser com um teclado.

    ResponderEliminar
  10. Era bem fixe. Enviar telegramas cantados também era uma cena altamente.

    Em vez de um sms a dizer ao meu patrão que me vou baldar mais cedo aqui do trabalho, mandava um cançonetista cantar-lhe isso ao gabinete. Bem bacano...

    ResponderEliminar
  11. Grilu,
    bacano, bacano era enviares-lhe um daqueles telegramas de chocolate. Acho que ele era capaz de apreciar.

    AD,
    eu ainda sei escrever e tenho uma caligrafia bem bonita, manda-me o dinheiro dos selos que eu escrevo por ti.

    ResponderEliminar
  12. A tua caligrafia é cá uma convencida...

    ResponderEliminar
  13. Ainda tu não viste nada!

    ResponderEliminar
  14. A tua caligrafia é daquelas que um gajo olha e "wow... o que eu fazia àquela escrita manual..."?

    ResponderEliminar
  15. Se é wow, não sei, mas até ver nunca me deixou ficar mal.

    ResponderEliminar
  16. Ali a do senhor Vasco Veloso Pereira também não é nada de se deitar fora.

    E pelo aspecto, parece-me já meio embriagada... Às tantas alinha (nota aqui o trocadilho, hum?) numa cena comigo e com uma Verdana.

    ResponderEliminar
  17. De certeza! Ainda para mais fazes anos, e tudo!

    ResponderEliminar