2010-10-26

Vint' Nove


"Os Veículos Históricos são veículos de estrada accionados mecanicamente que têm, pelo menos, 30 anos de idade, sendo conservados e mantidos em condições correctas de um ponto de vista histórico, não sendo utilizados como meio de transporte do dia-a-dia e que fazem, por essa razão, parte da herança técnica e cultural." ACP

- Isto quer dizer que eu daqui a um ano passo a valer mais, a poder ter um seguro mais barato e a ser esfregado vezes sem conta. Neste momento, sou apenas um chaço.

.

94 comentários:

  1. E a seres usado menos vezes. Também está incluído.
    E, já agora, parabéns!

    ResponderEliminar
  2. não percebo. fazes anos, é isso? ou fizeste anos? talvez ontem, com direito a um jantar glamouroso no martim moniz, ao pé do eléctrico, talvez?

    ResponderEliminar
  3. Glamouroso como em "o charme e a sedução do Martim Moniz"?

    ResponderEliminar
  4. Crente e Gata,

    Epá obrigado, pá.

    ResponderEliminar
  5. Parabéns Grilu! 30 anos! UAU!tá tão crescido o nosso menino ...

    Se eu soubesse que fazias anos ontem, tinha pedido pra cantarem também pra ti, lá naquele bar em Santos onde estive ontem, opá que chatice,tás a ver? agora tenho que lá voltar, opá que chatice tás a ver?

    ResponderEliminar
  6. Pera pera, acho que me enganei:

    Parabéns Grilu! 29 anos! UAU! tão cresci ...

    pronto, o resto é igual.

    ResponderEliminar
  7. PARABÉNS! PARABÉNS! PARABÉNS! PARABÉNS! PARABÉNS! PARABÉNS! PARABÉNS! PARABÉNS! PARABÉNS!
    Epá, se eu soubesse que fazias anos ontem, antes de voltar para o Algarve, tinha enviado a garrafa que tenho na mala (novazinha e por abrir) para o teu trabalho, através de uma menina cantadeira, bonita e com os dentes todos.


    Quanto temos mais do que trinta anos e uma péssima manutenção, o que faz de nós apenas mais um chaço, temos direito a seguro mais baixo também?
    é para um amigo que está a perguntar.

    ResponderEliminar
  8. Fizeste anos, foi?







    Bom para ti.

    ResponderEliminar
  9. You see what happens when you find a stranger in the Alps?

    ResponderEliminar
  10. It's Mr. Falcon for you.

    ResponderEliminar
  11. Eu já me tinha perguntado várias vezes como é que um país tão conservador como os EUA deixavam passar tanta caralhada nos filmes.

    Já está percebido...: Camuflada com estupidez.

    ResponderEliminar
  12. Fosca-se.
    29 anos?

    E eu aqui a pensar que pelo tom das conversas não aparentavas mais de 18...

    Tsch.

    Nawita, então e que tal, comeu-se bem ou nem por isso?

    ResponderEliminar
  13. Já me disseram que tenho a idade mental de um puto de 7 anos.

    Tomei isso como um elogio, claro.

    ResponderEliminar
  14. se te considerares como tendo a agilidade intelectual e a destreza neurológica de um protozoário... claro!

    Dize: quando corres, imitas os jogadores do Oliver e Benji?

    ResponderEliminar
  15. Bock,

    Comeu-se muito bem, mas não foi lá no devido lugar. A info chegou um pouco tarde. Mas vou voltar e vamos lá.
    Onde se comeu bem foi no “Barra do Quanza”, fica depois do clube Naval, antes do pavilhão dos descobrimentos. Quando olhas cá de fora não dás nada pelo sítio, desenganem-se, a esplanada não é como a da No Solo, mas o pessoal é fantástico, estás logo ao pé da água, a comida é boa e o vinho ainda melhor.
    Música ao vivo aos fins-de-semana.

    ResponderEliminar
  16. Bock,

    Corro como o Tom Sawyer.

    E desafio-te para um duelo de Bakugans. Anytime, anywhere.

    ResponderEliminar
  17. Olha que pena. Tenho olhado pouco para os mails, e depois é no que dá... :S

    Fica para a próxima. :)

    Esse Barra do Quanza... nunca ouvi falar. Tenho de investigar! ;)

    Tiagu: embora o personagem seja mais simpático que os ranhosos filhas da puta do Oliver e Benji, desconfio que deve correr exactamente da mesma maneira... Afinal de contas aquilo é tudo feito no mesmo sítio.

    Dize: e tu também andas sempre descalço? queres uns sapatinhos pelo aniversário, para poderes ir passear junto ao rio sem correres o perigo de pisares cacos de garrafas de superbock deixadas ao abandono pelos alarves da night? Há uns jeitosos no Decathlon, por 9,99. Ele há putos para quem costumam dar aí para mês, mês e meio.

    Mhh?

    ResponderEliminar
  18. ah: Bakugans?

    wtf?

    Não, RWQI, não é contigo.

    ResponderEliminar
  19. Pobre PW, deve ter as orelhas a escaldar!


    Ó Bock, estás um mãos largas, a oferecer cenas ao pessoal, e isso.

    ResponderEliminar
  20. Eu sou assim, Gata. Quando vejo alguém necessitado, preocupo-me, e quando o Tiago disse que corria como o Tom Sawyer, e como na canção ele anda sempre a correr descalço, achei que era capaz de precisar de uma mãozinha. Ou antes, de um sapatinho. Dois, de preferência.

    É que antes, no idos dos steamers no mississippi, ele podia pisar o quê? no limite um anzol mal empatado deixado ao abandono ou uma escarradela de jogador de póquer ou de estivador, tísico em qualquer das situações. Vai lá agora passear descalça junto ao rio que logo vês o que é que corres o risco de pisar.

    Mas adiante: continuo sem saber o que é isso dos Bakunines.

    Não é RQWH? Será RTIL que o moço se chama? Não? JUWQ? LRQZ? POIA?

    Ah, que confusão.

    ResponderEliminar
  21. Ó Bock, eu passear descalça, só do meu quarto para a minha sala, ou do meu quarto para a casa de banho.

    Vá, e às vezes na praia.

    ResponderEliminar
  22. É um jogo que os putos agora adoram. Mas na verdade nem sequer sei como se joga, era bluff...

    ResponderEliminar
  23. Eu ando sempre descalço junto ao rio a passear. Mil amigos deixarei, aqui e além. Percorrer o mundo, viver aventuras, não sei quê não sei quê, raparigas e rapazes.

    ResponderEliminar
  24. E quando tu vês o Mississipi saltas pela ponte e voas c'oa mente, Grilu?

    ResponderEliminar
  25. eu como sou anafado, corro mais como o huck.

    ResponderEliminar
  26. e paro mais vezes, de 2 em 2 metros.

    ResponderEliminar
  27. Nunca vi o Mississipi, mas até agora isso não tem sido impedimento para voar c'oa mente...

    :)

    ResponderEliminar
  28. - Mas tenho que ter cuidado sempre que o faço para não levar uma camadona de porrada da tia Polly.

    ResponderEliminar
  29. Desde que não saltes das pontes...

    ResponderEliminar
  30. Nunca viste um mississipipi?
    E aposto que na parte dos sonhos te focas especialmente na parte dos rapazes, não?
    Tem pai que é cego.

    Ainda bem que era bluff (blefe!). Fico mais descansado.

    ResponderEliminar
  31. Focas e rapazes são bichos pelos quais nunca tive grande simpatia...









    Eu é mais é cadelas e raparigas.

    ResponderEliminar
  32. Eh pá, parabéns!

    29 anos, ah, ah, ah...

    29 anos...

    Agora a sério... Odeio-te.




    29 anos...

    ResponderEliminar
  33. Pronto, desculpa. Estou um bocado azedo com o download de um filme que estive a fazer e não funciona...

    Se um gajo não pode confiar nos piratas informáticos, em quem pode confiar??? Dizes-me???

    Onde é que o mundo vai parar? Sim, onde????

    ResponderEliminar
  34. Há focas fofinhas, pá.

    Mau, mau são as morsas. É que para além de serem maiores que as focas, têm bigode.

    ResponderEliminar
  35. Lembram-se do Marco do porto italiano?

    ResponderEliminar
  36. Marco do porto italiano ... Marco do porto italiano ... Marco do Porto italiano ...

    não.

    ResponderEliminar
  37. É num porto italiano, mesmo ao pé das montanhas, que vive o nosso amigo Marco, numa humilde casinha...
    Ele acorda, muito cedo, para ajudar a sua querida mamã...

    Mas um dia a tristeza, chega ao seu coração: a mamã tem que partir, cruzando mares para outro país!

    ResponderEliminar
  38. O amiguinho da Heidi??

    ResponderEliminar
  39. é o irmão da heidi?

    ResponderEliminar
  40. Eda Clarinha que andava numa cadeira de rodas?

    abuelito dimé tuuuu qué sonidos la la la la ...

    ResponderEliminar
  41. é o sport billy?

    ResponderEliminar
  42. pit o coelhinho verde?

    ResponderEliminar
  43. Oh pá! Era um miúdo irritante que vivia ao pé das montanhas, na Itália. A mãe partiu para a Argentina engalfinhada com um gajo qualquer e mandou o miúdo às urtigas e o miúdo mete-se num barco para a Argentina e quando lá chega a mãe diz-lhe que ele é adoptado (fuck you, acordo ortográfico) e o miúdo pega numa arma automática e mata a mãe, o amante, alguns transeuntes e umas morsas também...

    Cheguei-vos a dizer que o filme que estive a descarregar era do Robert Rodriguez? Não??

    ResponderEliminar
  44. ahhhhhhh! já sei!

    O marco do porto italiano que a mãe foi pra qualquer sítio, sim!

    ResponderEliminar
  45. Cum caraças mas que é que aconteceu aqui????????

    ResponderEliminar
  46. ...E que dizer da Srta Rottenmeier?
    Que frisson!

    ResponderEliminar
  47. bem, esse desenho animado não tem nada a ver com os bonecos deprimentes que eu via.

    ResponderEliminar
  48. Jack, esse não era o Nemo?

    ResponderEliminar
  49. Que me lembre não tem nada a ver com a Heidi. O Marco era o desgraçado que andava à procura da mãe.
    Não se lembram?

    ResponderEliminar
  50. Já estás a inventar, Jack!
    Não lhe liguem, só é verdade até à parte em que o puto se faz à vida à procura da mãe. E tinha um macaquinho!

    ResponderEliminar
  51. Jack, isso não foi o resultado da tua jogatana de GTA depois de teres mamado meia garrafa de vodca?

    ResponderEliminar
  52. Eu - que estou constipado - tenho mais que um macaquinho!

    ResponderEliminar
  53. Eu até cantei parte do genérico e tudo, pá!

    ResponderEliminar
  54. Informação a mais, Bock...

    ResponderEliminar
  55. Cantaste?
    Não ouvi nada.

    ResponderEliminar
  56. A informação nunca é demais, Gata.
    É preciso é saber filtrá-la.

    Por falar nisso, alguém tem aí um módulo?

    ResponderEliminar
  57. Perdi completamente a minha linha de raciocínio...

    Isto nem é normal acontecer...

    Que raio....

    ResponderEliminar
  58. AHAHAHAHAHAHAHAHAHH


    ( não Bock, desta vez não é pra ti. A mesnos que estejas de novo de férias!)

    ResponderEliminar
  59. Claro que cantei! Ou achas que aquilo do é num porto italiano, mesmo ao pé das montanhas sou eu a declamar poesia?

    ResponderEliminar
  60. Não percebi essa de eu estar ou não de férias, Isa... Ora explica-te lá, sff.

    ResponderEliminar
  61. Pá, se fosse a cantar itnhas de ter 'dito' É num pooortooooooooo
    italiaaanooooooooo...

    E por aí fora.

    Senão não se percebe, pá!!!

    ResponderEliminar
  62. Concordo com o Bock!

    Num blog tem que se dar entoação às coisas ou não se percebem!

    Uma vez tentei fazer sapateado num blog e não resultou porque me esqueci do clap, clap.

    E eu faço sapateado muito bem...

    ResponderEliminar
  63. o fosso geracional é enorme. enquanto vocês viam coisas deprimentes como estas:
    http://www.youtube.com/watch?v=-WQeQQ8ki94

    nós viamos isto:
    http://www.youtube.com/watch?v=IpZkCbTP1sc

    ResponderEliminar
  64. Ah, que giro. O contador online indica que só há uma pessoa ligada que, presumo, sou eu!

    Assim sendo ninguém me pode mandar calar pelo que aproveito para divagar um pouco sobre a poesia satírica.

    ResponderEliminar
  65. A literatura medieval portuguesa testemunha uma vocação satírica cultivada desde os cancioneiros primitivos até à poesia palaciana.

    ResponderEliminar
  66. Na lírica trovadoresca galego-portuguesa, as cantigas de escárnio e maldizer, visando com frequência certas personagens como jograis, soldadeiras, clérigos, fidalgos, plebeus nobilitados, satirizam certos aspectos da vida da corte, circunstâncias políticas, situações anedóticas e picarescas que apresentam uma ridicularização do amor cortês.

    ResponderEliminar
  67. Menos licenciosa, a poesia satírica do Cancioneiro Geral, assumindo também a sátira à sociedade do tempo, moteja costumes, indumentárias, constrangimentos da vida da corte; assume, frequentemente, uma postura antiexpansionista; denuncia a desordem social e apresenta, num ataque às damas, o reverso do amor cortês, privilegiando as composições colectivas de tom jocoso.

    ResponderEliminar
  68. O que eu acabo de fazer corresponde mais ou menos a um suicidio bloguista uma vez que agora não sei como dizer que gostava imenso do Bocas e do Dartacão.

    Por isso vou parar de fingir que trabalho (já passa da hora, o meu patrão está impressionado), apagar a luz e sair airosamente!

    Beijo-vos!

    ResponderEliminar
  69. Jack, pá, uma soldadeira era uma gaja que soldava? Já havia disso nos tempos das cantigas de escárnio? Ou será que era daquelas maganas qu iam atrás dos exércitos e os ajudava a aliviarem-se do pecúlio saqueado, aviando-os?

    ResponderEliminar
  70. Vês como sabias do que estava a falar, Bock? Até cantas melhor do que eu, e tudo!

    Vogaleca, eu também via o Bocas... mas já andava no liceu.

    Sim, e depois? Dava quando eu chegava a casa e ia lanchar.

    ResponderEliminar
  71. Olha, é tal qual como eu.

    ResponderEliminar
  72. Tu-turi-tut-tu-tu-turituru

    Bouche, bouche!

    ResponderEliminar
  73. Só 29???? mas ca ganda puto me saíste....


    PARABÉNS, puto!!

    ResponderEliminar
  74. aiiii o BOcaaaaas!!! :DDDD

    ResponderEliminar
  75. lembro-me da Heidiiiii mas não me lembro do Marco...

    ResponderEliminar
  76. Olha lá Ò Jack, quem faz multi-comentários aqui sou eu!!! :P :D

    ResponderEliminar
  77. Desculpa Vani. Não volta a acontecer...

    ResponderEliminar
  78. Vou já buscar o chicote e o pingalim para me auto-flagelar.

    ResponderEliminar
  79. É só calçar as botas de cabedal de cano alto primeiro!

    E vestir a tanga de leopardo, já agora.

    ResponderEliminar
  80. E tira uma foto, sff.

    ResponderEliminar
  81. E põe no facebook, sff.

    ResponderEliminar
  82. Não desejem o que não querem.

    O mundo já é um lugar suficientemente deprimente.

    ResponderEliminar