2010-12-06

Se conduzir, não seja parvo


A prova de que sou um condutor consciente e um cidadão exemplar é que na sexta-feira, assim que percebi que tinha bebido demasiada cerveja, vinho tinto e etc., peguei na mota e fui imediatamente para casa.

.

11 comentários:

PWFH disse...

Eu quando conduzo nunca bebo, não curto entornar cerveja no carro!

tiagugrilu disse...

Nem eu na mota. Fico com os estofos todos molhados.

Canuca disse...

Se eu pegasse na mota, ia imediatamente ao poste mais perto...

tiagugrilu disse...

A vantagem da mota é o fresquinho que se apanha nas trombas. A desvantagem são realmente os postes, que também se podem apanhar nas trombas.

PWFH disse...

Chamo a isso, a tracção fatal!

Canuca disse...

É o chamado "us tinto fatale"...

PWFH disse...

Canuca, hoje estás a MC deste tasco!

Vani disse...

melhor consciencia q isso só o aperceberes-te q estás bebado demais p conduzir e não pegares no carro. E no dia a seguinte descobres que o carro foi rebocado porque o estacionaste em local proibido. E pagas o reboque, a multa e o levantar do carro do parque da polícia. Uma consciencia/bebedeira muito cara, portantos.

tiagugrilu disse...

É o que eu digo: se vires que estás completamente bêbada, pega no carro e vem-te embora. Não arrisques.

Vani disse...

Tiagu, é dificil eu ver que estou bêbada. Para já porque é um fenómeno extremamente raro. Depois pq sou sempre a que se mantém sóbria para levar os outros a casa. E depois pq não respondo por mim; tanto me dá para a violência, como pró strip, como pró sexo, como pró choro, como pró riso, comó pró vómito. isto qd não me apago.

mas nego tudo.

foram gomas estragadas.

tiagugrilu disse...

Sim, malditas gomas.