2011-05-05

Menu

Duvidem sempre dos erros ou gralhas na ortografia em menus de restaurantes.
Especialmente se alguma palavra em "sopa de alho francês" estiver mal escrita.

25 comentários:

  1. comeste sopa de caralho francês?

    ResponderEliminar
  2. ...Se calhar levou foi uma sova de caralho inglês...

    ResponderEliminar
  3. Fogo, estava um dia tão bonito e tu tinhas que aparecer...

    ResponderEliminar
  4. Desculpem, queria ter escrito outra coisa: Uma sova de carvalho francês.

    Assim é que era.

    ResponderEliminar
  5. Não, eu. Era para não levares a mal.

    ResponderEliminar
  6. Mau.
    Perdeste a oportunidade - de oiro - de dizer que não, que era com o A...

    ResponderEliminar
  7. :)

    Sou assim, um gajo honesto que quando insulta não assobia para o lado logo a seguir.

    Pensando bem, acho que fazia isso na escola. Tipo diariamente.

    (não havia nada para fazer naquele ermo, ok?)

    ResponderEliminar
  8. Nem sequer rebentar sapos com quentuquis?

    ResponderEliminar
  9. Isso nunca fiz. Mas conheci quem tivesse feito. Isso e dar potássio a gatos e mandá-los para dentro de água.

    Que infeliz que eu fui...

    ResponderEliminar
  10. porra! essa cena do potássio é muito marada e mete-me nojo... tens fotos?

    ResponderEliminar
  11. LOLOLOLOLOLOLOL

    Não, e sinceramente acho que não o fizeram. Ou vá, tenho esperança nisso.

    Por outro lado, aquilo é a terra brava... Não sei.

    ResponderEliminar
  12. Blergh.

    E de certeza que andavam a enrabar galinhas.

    Quem diz que a juventude passada no campo é uma coisa boa não sabe definitivamente do que fala.

    Deve ser por isso que os gajos - e gajas - mais urbanos que conheço vêm todos do campo... :D

    ResponderEliminar
  13. Olha, acho que tens razão...

    - Se bem que eu nunca afirmei que a juventude passada no campo fosse fixe. A infância é fixe, mas quando começas a interessatr-te por algo mais do que andar de bicicleta e bater com os costados no chão, deixa de ter piada.

    ResponderEliminar
  14. e se te interessares por ovelhas?

    ResponderEliminar
  15. tu tá calado, que tens um vídeo muito estranho no teu blog.

    ResponderEliminar
  16. O ecrã onde estou a ler os comentários é tão pequeno que não li o "o" da ultima palavra da questão do A...

    ResponderEliminar
  17. A infância no campo devia ser fixe, pá.
    Apanhar grilos, matar pardais, pregar rasteiras aos bêbados à saída da tasca, cair em molhos de silvas ou de urtigas, ir aos pinhões, ás amoras ou às peras do vizinho. And soi on.

    ResponderEliminar
  18. (aquilo de apanhar grilos não era eu a entrar contigo, ok?)

    ResponderEliminar
  19. Não há crise!

    Eu quando era puto apanhava grilos à profissional: quando eles não saíam com a palha dentro da toca, vai de lhe mictar para cima.

    E ele saía. Eu na altura pensava "xiii, que truque genial", mas hoje, mais adulto, sei que não há nada de genial naquilo:

    Se alguém me enchesse a casa de mijo, eu também saía lá para fora.

    ResponderEliminar
  20. só faltou o ir às putas com o pai, bock. de resto está tudo.

    ResponderEliminar
  21. Tem pai que é cego.

    ResponderEliminar