2008-07-29

Manifesto Anti-Pingos-de-Ar-Condicionado



    Se há coisa que me irrita no Verão são as inúmeras gincanes que sou obrigado a fazer para evitar os pingos de ar condicionado que caem nos passeios. Eu e toda a gente, porque acredito que ninguém goste de levar com pingos potencialmente carregados de fungos e bactérias. Se pensarem bem, a humidade que é retirada de uma casa ou de um escritório é essencialmente aquela que é expirada e espirrada pelas pessoas que lá estão, juntamente com os fungos que habitam as paredes e os tectos em maior quantidade do que os chineses habitam a China.

    Um pingo caído de um aparelho de ar condicionado pode inclusivamente levar à morte, se tivermos o azar de haver legionella, o que com a falta de inspecção obrigatória aos aparelhos de ar condicionado e respectivos filtros é muito provável que aconteça mais tarde ou mais cedo. Foi aliás a causa de morte de Sérgio Motta, Ministro das Comunicações do Brasil em 1998, o que despoletou a criação de normas de segurança internacionais feitas à pressão e não aplicadas. Em Pamplona, em 2001, foram infectadas 130 pessoas, das quais 76 foram internadas e 6 morreram. Em Portugal, quem quinou desta forma não disse nada a ninguém enquanto se finava, com medo que o chamassem maricas no funeral. Diria o padre "Que Deus acompanhe esta amélia em toda a Eternidade, Amen."

    Acho que é essa a causa de em Portugal quase não existirem aqueles tubinhos que levam a água do ar condiconado directamente para o esgoto ou mesmo para o passeio, mas sem fazerem pontaria às cabeças das pessoas: "Isso dos tubinhos é pa maricas..." Ora eu tenho a minha sexualidade definida: gosto de gajedo, arroto como um cão quando bebo cerveja, assoo-me à futebolista quando saio do mar e babo-me no sofá quando a Monica Bellucci aparece na televisão. MAS GOSTAVA QUE PUSESSEM A MERDA DOS TUBINHOS.

    Este ataque de hipocondria tem uma razão: vinha hoje na Av. António Augusto Aguiar e levei com um pingo directamente no olho direito e agora tenho medo de morrer antes de tirar férias.

E está a fazer-me uma impressão esquisita.
Parece que tenho um espirro no olho, ou o que é...

11 comentários:

ceci disse...

hehehehe......

...que risota!

Boas férias!!

tiagugrilu disse...

Férias... Quando, meu Deus?

Bloga-mos disse...

Marca as férias para Cuba, camarada. Parece que os gajos são bons a fornecer novas visões revolucionárias. Na pior das hipóteses, enjoas de rum.

Chandelier disse...

Genial! Punham os tubinhos, se faz favor!

tiagugrilu disse...

Isso das férias em Cuba não era nada mal pensado.

Mas agora já não dá tanta pica ir lá, porque já não somos os únicos a ter telemóvel.

Tenho que comprar um Iphone para ir lá impressionar os pobres.

Anónimo disse...

Se precisas água filtrada podes utilizar o pingo do ar condicionado, tal maneira filtrada ela é. É que o aparelho tem filtros. Já estudamos essa água no laboratório. Além disso a áqua em que referes não chega das casas, ela é formada aí mesmo, no aparelho exterior, e ainda para acima vem já filtrada.Porque não aproveites? Seria borla e tudo. Até refresca os pobres que não têm dinheiro para arranjar um ar condicionado. Meta um para ti e vê se continuas queixar.
A mim também me chateiam as varandas fechadas de qualquer jeito e material. Um tem caixilhos de alumínio cinzentos e o outro mete castanhos, tentendo depois esconde-los com esquecitos estores. E agora moda parece a ser que se mete as janelas ao lado fora dos estores. Isto desfituga a linda arquitectura das nossas casas.
Acho bem: vamos tirar tudo, quer as janelas das varandas fechadas, as janelas do lado fora dos estores, o ar condicionado, o coco dos caes das ruas, os sapatos barulhetos dos vizinhos. Tudo, tudo para para fora. Para que tu não te incomodes a ti. Não te incomodes por tudo e por nada, porque vida é bela quando vivida sem o olho toda a hora nos outros. É isso que problema. Não deves ser um cuidadinho que não tem o outro conteúdo na vida do que vigiar os outros.

Anónimo disse...

Se precisas água filtrada podes utilizar o pingo do ar condicionado, tal maneira filtrada ela é. É que o aparelho tem filtros. Já estudamos essa água no laboratório. Além disso a áqua em que referes não chega das casas, ela é formada aí mesmo, no aparelho exterior, e ainda para acima vem já filtrada.Porque não aproveites? Seria borla e tudo. Até refresca os pobres que não têm dinheiro para arranjar um ar condicionado. Meta um para ti e vê se continuas queixar.
A mim também me chateiam as varandas fechadas de qualquer jeito e material. Um tem caixilhos de alumínio cinzentos e o outro mete castanhos, tentendo depois esconde-los com esquecitos estores. E agora moda parece a ser que se mete as janelas ao lado fora dos estores. Isto desfituga a linda arquitectura das nossas casas.
Acho bem: vamos tirar tudo, quer as janelas das varandas fechadas, as janelas do lado fora dos estores, o ar condicionado, o coco dos caes das ruas, os sapatos barulhetos dos vizinhos. Tudo, tudo para para fora. Para que tu não te incomodes a ti. Não te incomodes por tudo e por nada, porque vida é bela quando vivida sem o olho toda a hora nos outros. É isso que problema. Não deves ser um cuidadinho que não tem o outro conteúdo na vida do que vigiar os outros.

Anónimo disse...

Se precisas água filtrada podes utilizar o pingo do ar condicionado, tal maneira filtrada ela é. É que o aparelho tem filtros. Já estudamos essa água no laboratório. Além disso a áqua em que referes não chega das casas, ela é formada aí mesmo, no aparelho exterior, e ainda para acima vem já filtrada.Porque não aproveites? Seria borla e tudo. Até refresca os pobres que não têm dinheiro para arranjar um ar condicionado. Meta um para ti e vê se continuas queixar.
A mim também me chateiam as varandas fechadas de qualquer jeito e material. Um tem caixilhos de alumínio cinzentos e o outro mete castanhos, tentendo depois esconde-los com esquecitos estores. E agora moda parece a ser que se mete as janelas ao lado fora dos estores. Isto desfituga a linda arquitectura das nossas casas.
Acho bem: vamos tirar tudo, quer as janelas das varandas fechadas, as janelas do lado fora dos estores, o ar condicionado, o coco dos caes das ruas, os sapatos barulhetos dos vizinhos. Tudo, tudo para para fora. Para que tu não te incomodes a ti. Não te incomodes por tudo e por nada, porque vida é bela quando vivida sem o olho toda a hora nos outros. É isso que problema. Não deves ser um cuidadinho que não tem o outro conteúdo na vida do que vigiar os outros.

tiagugrilu disse...

Tá bem, epá tem calma.

tiagugrilu disse...

Tá bem, epá tem calma.

tiagugrilu disse...

Tá bem, epá tem calma.